Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

TRANSNORDESTINA

Ministro propõe MP para viabilizar obra no trecho de Suape da ferrovia Transnordestina

Publicado em: 26/08/2021 18:23

Tarcísio de Freitas, ministro da Infraestrutura (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Tarcísio de Freitas, ministro da Infraestrutura (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
A bancada pernambucana da Câmara dos Deputados participou, na quarta-feira (25), de uma audiência com o atual ministro da infraestrutura do governo Bolsonaro, Tarcísio de Freitas, para discutir a construção do trecho da Ferrovia Transnordestina que vai de Salgueiro ao Porto de Suape. As obras estão paradas desde 2016.

Após ter afirmado que a obra não sairia do papel, com as obras chegando somente até o Porto de Pecém, no Ceará, o ministro garantiu aos parlamentares que o governo enviará ao Congresso Nacional uma Medida Provisória (MP) para viabilizar a construção. 

Após a declaração do ministro, parlamentares do estado começaram a se mobilizar para que o trecho de Suape seja realizado, chegando até a entregar uma carta de defesa ao projeto ao ministro Tarcísio de Freitas. Somente o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB), e os deputados federais Fernando Bezerra Coelho Filho (DEM) e André Ferreira (PSC) não a assinaram.

A proposta da MP, que deve ser entregue nas próximas semanas, é retirar o trecho da concessão à TSLA, da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), que não cumpriu as metas e prazos para a construção da ferrovia. Dessa forma, o Governo de Pernambuco poderá ter um novo parceiro, que já vem sendo buscado. 

De acordo com o contrato assinado entre as empresas da CSN e o Governo Federal, ambos os trechos da ferrovia (Pecém e Suape) teriam que ser construídos. Segundo Augusto Coutinho (Solidariedade-PE), deputado que esteve na audiência com o ministro da Infraestrutura, a conversa foi longa, mas objetiva, e “sinalizou uma boa saída para Pernambuco”. Coutinho coordena a bancada pernambucana com o deputado federal Wolney Queiroz (PDT-PE). 

“Segundo o ministro, já há operadores interessados no ramal que leva a ferrovia ao nosso Porto de Suape. Dessa forma, o atual concessionário continua com o trecho que liga ao Porto de Pecém e o Ramal de Suape terá um novo parceiro. Pernambuco não poderia ficar sem o Ramal de Suape. Nós estaremos vigilantes para a sua conclusão”, completou o parlamentar.

Os parlamentares saíram em defesa do Porto de Suape, comprovando que ele teria melhores condições que o trecho cearense, mobilizando a sociedade e o setor produtivo. Entre os principais pontos levantados, é que o trecho até Suape é 100 km mais curto do que o de Pecém, além de ser uma alternativa ambientalmente sustentável e cerca de R$ 1,5 bilhão a menos para ser concluído.

O Diario de Pernambuco entrou em contato com o Ministério da Infraestrutura em busca de mais informações acerca da audiência do ministro Tarcísio de Freitas com os parlamentares da bancada de Pernambuco, mas até o momento não recebemos resposta.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
As mães em plena pandemia: casal paulista adota cinco irmãos de Serra Talhada
Bolsonaro aumenta IOF para custear novo Bolsa Família
Surto de Covid-19 obriga Presidente da Rússia a ficar em isolamento
Manhã na Clube: entrevistas com o deputado Eduardo da Fonte (PP), Elias Paim e Diego Martins
Grupo Diario de Pernambuco