Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

ELEIÇÕES 2022

'O PSB não deve fazer opção de candidato neste momento', crava Tadeu Alencar (PSB)

Publicado em: 05/07/2021 18:05

 (Divulgação)
Divulgação
As eleições presidenciais de 2022 movimentam a política nacional, mas não deixam de "chacoalhar" a política local de Pernambuco. Neste mês, tanto o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, quanto o ex-presidente Lula (PT) devem cumprir agenda na capital pernambucana. Nos bastidores, o que corre é a possibilidade de um racha entre o PSB e o PDT devido às eleições presidenciais. Tudo isso porque, internamente, é certo os socialistas apoiarem a candidatura dos petistas. Mas, vale destacar que a vice-prefeita da capital, Isabella de Roldão, é do PDT, que aposta no candidato da própria sigla, o presidenciável Ciro Gomes (PDT).

Até o momento, o PSB não se posicionou oficialmente sobre quem deve apoiar em 2022. Sobre isso, o deputado federal Tadeu Alencar (PSB) assinalou que a decisão precisa ser maturada e não deve ser tomada sem prever o que pode acontecer. As consequências de quem o PSB deve apoiar, segundo Tadeu, devem ser levadas em consideração. Além disso, o parlamentar destacou que não adianta entrar em briga, “é preciso ter uma unidade entre os partidos para derrotar Bolsonaro. Esse é o papel de quem se preocupa e quer preservar a democracia”.

Questionado sobre o racha, Tadeu (PSB) disse que não passam de rumores. “É um processo político que está em curso. Um processo complexo. De maneira geral, temos defendido que a melhor opção para enfrentar Bolsonaro é uma frente ampla e quem tem compromisso com a democracia”, destacou. “O PSB não deve fazer opção de candidato neste momento. É um exagero falar sobre racha nesse momento. Até porque em nenhum momento o PSB adotou posicionamento com candidaturas”, vaticinou. Ainda há, segundo o parlamentar, a possibilidade da sigla apostar em nome próprio. Mas, nada definido. 

Em reserva, uma fonte pedetista afirmou que o racha “quase ganhou corpo, mas foi apaziguado devido a falta de posicionamento ofical”. Mas, segundo a fonte, o ninho dos socialistas e petistas está movimentado. A vinda de Lupi (PDT), segundo assegurou a fonte, será “crucial” e deve mexer com o tabuleiro pernambucano. 

Lupi e Lula em PE

O papel de Lupi (PDT), segundo afirmaram fontes à reportagem, é pavimentar os caminhos e fazer crescer o palanque de Ciro Gomes (PDT) no estado. A mesma máxima deve ser defendida pelo ex-presidente Lula (PT), que além de fortalecer a base que possui no estado, chega para dar o pontapé nas tratativas e direções que o Partido dos Trabalhadores deve seguir em Pernambuco. Segundo petistas, a vinda do líder petista servirá de "bússola para o diretório local tomar decisões”. 

O ex-presidente deve se reunir com o governador Paulo Câmara (PSB), com o prefeito do Recife, João Campos (PSB) e até mesmo com a ex-primeira dama Renata Campos - com quem mantém boas relações desde o governo Eduardo Campos (PSB). Lupi deve seguir o mesmo escopo de reuniões. 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Homem com granada mobiliza polícia de Kiev
Manhã na Clube: entrevistas com Eduardo Leite (PSDB),  Sérgio Montenegro e Joaquim Francisco
Bolsonaro investigado: Não aceitarei intimidação
Manhã na Clube: entrevistas com prefeito João Neto (PL), dra Tamires Sales e advogado Rômulo Saraiva
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco