Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

INVESTIGAÇÃO

PF indicia líder do governo, Fernando Bezerra, e o filho por corrupção

Publicado em: 08/06/2021 17:56

 (crédito: Jefferson Rudy/Agência Senado
)
crédito: Jefferson Rudy/Agência Senado
Após conclusão de inquérito, a Polícia Federal afirmou em documento ao Supremo Tribunal Federal (STF) que há indícios de que o líder do governo do presidente Jair Bolsonaro no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), teria recebido propina de R$ 10 milhões de empreiteiras na época em que era ministro da Integração Nacional no governo Dilma Rousseff.

Além do parlamentar, a corporação pediu o indiciamento também de seu filho, o deputado Fernando Bezerra Coelho Filho (DEM-PE), pela suposta prática de crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro, falsidade ideológica e falsidade ideológica eleitoral, e demandou também o bloqueio de R$ 20 milhões de ambos.

Em nota, os advogados André Callegari e Ariel Weber negaram as acusações. "A defesa do senador Fernando Bezerra Coelho esclarece que o relatório final do inquérito 4513 não passa de opinião isolada do seu subscritor, que, inclusive, se arvora em atribuições que sequer lhe pertencem, sem qualquer força jurídica vinculante. Essa investigação, nascida da palavra falsa de um criminoso confesso, é mais uma tentativa de criminalização da política, como tantas outras hoje escancaradas e devidamente arquivadas".

De acordo com o documento entregue à Corte, “restou demonstrado que Fernando Bezerra de Souza Coelho e Fernando Bezerra de Souza Coelho Filho receberam direta e indiretamente R$ 10.443.900,00 pagos pelas empreiteiras OAS, Barbosa Mello e Constremac/Mendes Junior entre os anos de 2012 a 2014".

"Ocorre que tais vantagens são indevidas eis que realizadas em contrapartida à execução de obras atreladas ao Ministério da Integração Nacional, à época em que o primeiro estava à frente do órgão", acrescenta. O caso ficará sob cuidados da Procuradoria-Geral da República (PGR) que deverá decidir se apresenta denúncia contra o senador ou se arquivará.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Protesto em Brasília acaba com conflito entre indígenas e policiais
Manhã na Clube: entrevistas com Carlos Veras, Sérvio Fidney e Marcel Costi
Vacina contra a Covid-19 criada em Cuba tem eficácia de 92%
Pontos fundamentais para fazer uma transição de carreira
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco