Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

ENTREVISTA

'Estamos precisando cultivar novos nomes', destaca ex-ministro do TCU, José Mucio sobre 22

Publicado em: 04/06/2021 11:30 | Atualizado em: 04/06/2021 14:01

 (José Cruz/Agência Brasil
)
José Cruz/Agência Brasil
Ventilado para concorrer ao governo de Pernambuco em 2022, o ex-ministro do Tribunal de Contas da União e ex-deputado federal José Múcio descarta a possibilidade e fala sobre o “cultivo” de novos nomes aos páreos. “Eu não nego que sou apaixonado por política porque eu sou político. É do meu temperamento… a gente (classe política) fica honrado que o nome é lembrado, mas precisa ter muita sensatez para saber os limites que o tempo nos impõe para que nós possamos materializar isso ou não”, declarou em entrevista ao programa Manhã da Clube, dirigido pelo titular da coluna Diario Político, Rhaldney Santos. 

Sobre a possibilidade de ser senador, o ex-ministro também disse não estar levando em conta. Para ele, a idade é um fator que pesa e que a política precisa pensar novos quadros com novos nomes. Ele disse que existe muita gente pleiteando e que essas mesmas pessoas têm prioridade. O ex-deputado foi questionado sobre a polarização política que permeia o Brasil. Em resposta ágil, ele disse que o segundo turno de 2022 já está montado: Lula x Bolsonaro. 

“Você tem duas entidades: Bolsonaro e Lula… você tem nesse meio (entre eles) uma avenida de pessoas com 50% de intenção de um nome novo. Não tendo um nome novo… vai surgir um voto dado em legítima defesa”, argumentou. Ele reforçou que a tendência é ter um momento ‘novo’ que contraria os ideais políticos do debate e de endossar as propostas. Durante a entrevista, José Múcio falou também sobre o papel da internet e, na visão dele, o quanto ela é nociva. O ex-ministro apontou que “tudo que se posta na internet pode ser distorcido”, entre outros. 

Cotado
O Secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco, Lucas Ramos (PSB) ventilou, no dia 25 de maio, durante entrevista ao programa Manhã da Clube, possíveis nomes para disputar o governo de Pernambuco em 2022. O socialista falou que com tantos ventilados é o resultado de uma força que o PSB tem na construção de uma majoritária. Ao contrário do que alguns socialistas já repisam nos bastidores, Lucas (PSB) não descarta o nome do ex-prefeito do Recife Geraldo Julio para compor uma majoritária de olho no Campo das Princesas. Outro nome destacado por ele é o do secretário da Casa Civil de PE, José Neto. “Ele vem com um DNA muito forte da política, sobrinho de Joaquim Francisco. Ele é um excelente nome”, afirma o gestor. 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Protesto em Brasília acaba com conflito entre indígenas e policiais
Manhã na Clube: entrevistas com Carlos Veras, Sérvio Fidney e Marcel Costi
Vacina contra a Covid-19 criada em Cuba tem eficácia de 92%
Pontos fundamentais para fazer uma transição de carreira
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco