Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

CPI

CPI da Covid: Queiroga diz que discutirá "abertamente" o que tem feito na saúde

Publicado em: 28/04/2021 13:38 | Atualizado em: 28/04/2021 14:08

Ministro da Saúde comentou que irá prestar as informações que os senadores desejarem, caso seja convocado pela comissão que investiga o combate à pandemia no Brasil
 (crédito: Tony Winston/MS)
Ministro da Saúde comentou que irá prestar as informações que os senadores desejarem, caso seja convocado pela comissão que investiga o combate à pandemia no Brasil (crédito: Tony Winston/MS)
Diante da possibilidade de ser convocado para prestar depoimento na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 no Senado Federal, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou, nesta quarta-feira (28), estar disposto a prestar qualquer informação que os senadores desejarem e que discutirá "abertamente" o trabalho que faz à frente da pasta da Saúde.

"Eu já falei para vocês que a minha preocupação imediata é com a CTI [Centro de Terapia Intensiva]. A CPI é uma atribuição do parlamento. Se eles me convocam, eu vou lá. E vou discutir abertamente o que eu tenho feito no Ministério da Saúde. Vocês todos estão vendo", disse Queiroga, após ser questionado sobre o plano da CPI.

A resposta foi dada no final do pronunciamento feito pelo ministro após a 3ª Reunião do Comitê de Coordenação Nacional para Enfrentamento da Pandemia da Covid-19.

O ministro disse, ainda, que a pasta irá prestar as informações que os senadores desejarem. "Vamos contribuir com a sociedade brasileira. Acredito que estamos todos juntos no objetivo de enfrentamento à pandemia", completou.

A CPI da Covid-19 foi instalada na terça-feira (27) e os senadores acertaram que a primeira autoridade a prestar esclarecimentos será o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta. Na sequência, devem ser ouvidos os sucessores de Mandetta: Nelson Teich, Eduardo Pazuello e Marcelo Queiroga, nesta ordem.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Imunização para gestantes começa a ser liberada, mas ainda gera dúvidas
Resumo da semana: briga por terceira via em 2022, adeus a Paulo Gustavo e vacinação de gestantes
ONU pede  investigação independente sobre chacina no Rio
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 07/05
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco