Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

REELEIÇÃO

Bolsonaro sobre eleições no próximo ano: "Estou me lixando para 2022"

Publicado em: 07/04/2021 15:47

Em Chapecó, o presidente se reuniu, nesta quarta-feira (7/4), com o prefeito João Rodrigues (PSD). No começo da semana, o chefe do Executivo o elogiou por incentivar o ineficaz "tratamento precoce" contra Covid-19 (crédito: AFP/EVARISTO SA)
Em Chapecó, o presidente se reuniu, nesta quarta-feira (7/4), com o prefeito João Rodrigues (PSD). No começo da semana, o chefe do Executivo o elogiou por incentivar o ineficaz "tratamento precoce" contra Covid-19 (crédito: AFP/EVARISTO SA)
O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira (7/4) que não está preocupado com a corrida presidencial no próximo ano, apesar de demonstrar interesse em uma reeleição.

"Não é hora de ver biografia. Estou me lixando para 2022. Vai ter uma pancada de candidato aí. Seria muito mais fácil a gente ficar quieto. Não tocar neste assunto ou atender, como alguns querem, fazer um lockdown nacional. Não vai ter lockdown nacional", disse durante visita a Chapecó.

Na cidade, o presidente se reuniu com o prefeito João Rodrigues (PSD), o qual havia elogiado no começo da semana por incentivar o ineficaz "tratamento precoce".

Bolsonaro também reforçou que nunca foi favorável ao lockdown e destacou que a população não deve abrir mão da liberdade em troca de segurança, correndo o risco de ficar sem os dois futuramente.

"Apareceram as medidas restritivas, a gente nunca foi favorável a elas, a não ser numa emergência, naquele momento para melhor preparar as unidades de saúde. Lamentavelmente, isso continua valendo. Quem abre mão de um milímetro da sua liberdade em troca de segurança está condenado, no futuro, não ter segurança e não ter liberdade", emendou.

Ele também alfinetou o PT ao questionar a política nacional caso Fernando Haddad tivesse sido eleito. "Como estaria o Brasil? Olhe outros países onde a esquerda fala mais alto, países aqui da América do Sul, como está a população lá. Cidade onde mais fechou no Brasil é onde mais morre gente por milhão de habitante", concluiu.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Posse e compra de armas de fogo geram polêmica entre autoridades e população
Liberdade de imprensa piora no Brasil de Bolsonaro
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 20/04
Metade da população adulta nos EUA já tomou ao menos uma dose de vacina contra Covid
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco