Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

PSC

Tribunal misto define processo de impeachment de Witzel; entenda

Publicado em: 01/10/2020 22:36

 (Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)
Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

O tribunal misto que irá analisar o processo de impeachment do governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), detalhou o rito do processo. O procedimento pode culminar no afastamento e cassação de direitos políticos do chefe do Executivo estadual.

Ele já está afastado desde agosto pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).
O grupo é formado por cinco deputados estaduais, escolhidos por votação, e cinco desembargadores, que foram sorteados. O presidente do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) preside a comissão. Nesta quinta-feira (1º/10), eles sortearam o deputado estadual Waldeck Carneiro (PT) para ser o relator do processo.

Confira as próximas etapas: -Witzel é notificado e tem 15 dias para apresentar defesa. Ele recebe uma cópia de todas as peças do processo;

-O relator do tribunal misto tem 10 dias para apresentar voto pela instauração ou não do processo;

- O relatório é publicado no Diário Oficial do Estado e no Diário da Justiça Eletrônico, além de ser enviado ao acusado;

- Depois de 48 horas da publicação do relatório, o tribunal vota pela instauração ou não do processo por maioria simples;

- Se o processo for instaurado, Witzel é afastado por 180 dias (o governador já está afastado, então nada muda na prática);

- Decisão é publicada em até 10 dias;

- Witzel tem 20 dias para apresentar defesa;

- Tribunal aprova o calendário de instrução e de julgamento, com as diligências necessárias, como oitiva com testemunhas;

- Acusação e defesa podem fazer perguntas às testemunhas, assim como membros do tribunal;

- Witzel é o último a ser interrogado. Ele prestará esclarecimentos aos membros do tribunal misto, acusação e defesa;

- Dez dias para acusação apresentar as alegações finais, com igual período à defesa; - Dia do julgamento final é marcado;

- Sustentação oral de 30 minutos à acusação e mesmo prazo à defesa; - Se condenado por crime de responsabilidade por dois terços dos membros — ou seja, sete votos — Witzel perde o cargo e os direitos políticos;

- O presidente do tribunal misto consulta os membros sobre o tempo em que o Witzes fica inabilitado para o exercício de função pública. O prazo não pode exceder cinco anos;

- Se Witzel for absolvido, reassume o cargo (a decisão do STJ que o afastou, no entanto, continua valendo. Então, ele só volta ao cargo quando acabar o prazo de 180, ou se decisão for revertida no tribunal)

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Polícia Federal vai usar drones para fiscalizar irregularidades nas eleições
Rhaldney Santos entrevista Dr. João Gabriel Ribeiro, neurocirurgião
Rhaldney Santos entrevista Armando Sérgio (Avante)
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #179 - Coração dos vertebrados
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco