Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Política

LEGISLATIVO

Túlio Gadêlha quer retirar congelamento salarial de Programa Federativo de Enfrentamento à Covid-19

Publicado em: 05/05/2020 14:15

Túlio Gadêlha (Foto: Divulgação )
Túlio Gadêlha (Foto: Divulgação )
O deputado federal Túlio Gadêlha (PDT-PE) protocolou, entre segunda (4) e terça-feira (5), quatro emendas ao Projeto de Lei 39/20, vindo do Senado e  que retorna à Câmara dos Deputados como PLP 149/20. O projeto cria o Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus, onde, serão destinados R$ 125 bilhões a estados e municípios. O PL congela salários de servidores, medida que desagrada Gadêlha. O texto deve ser analisado nesta terça na Câmara.

A intenção de Gadêlha é retirar do texto, aprovado no Senado, o congelamento salarial dos servidores públicos. “O governo não quer ajudar os estados e encontrou nesse projeto a oportunidade de colocar o problema na conta dos servidores”, disse. 

O parlamentar apresentou outra emenda, caso não consiga a supressão do congelamento, que prevê a inclusão dos profissionais da educação entre os servidores públicos que não terão os salários congelados. No texto aprovado pelo Senado, servidores da área da saúde, segurança pública e das Forças Armadas poderão ter reajustes salarial. 

“Nosso mandato tem se empenhando na defesa, não só dos estudantes, mas dos profissionais da educação. Precisamos valorizar esses profissionais, que cumprem uma função estratégica de formação de gerações. E, mesmo durante a pandemia, seguem trabalhando, dando aulas e pesquisando soluções para o que estamos vivendo”, afirmou.


Outras emendas do deputado pedem a manutenção da contagem do período aquisitivo dos servidores por dois motivos diferentes: em um caso, para a concessão de licenças, mesmo que estas licenças só possam ser concedidas após 31 de dezembro de 2012; e, em outro caso, para a progressão de carreira dos servidores. 
TAGS: #pdt | #tuliogadelha |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
ONU pede  investigação independente sobre chacina no Rio
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 07/05
Teich vincula renúncia à pressão de Bolsonaro para usar cloroquina
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 06/05
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco