Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Opinião
Os teatros do Recife: de ontem e de hoje

João Alberto Martins Sobral
Jornalista

Publicado em: 05/08/2022 03:00 Atualizado em: 05/08/2022 00:14

Teatro Apolo: Inaugurado em 1842, é o mais antigo teatro do Recife. Tem fachada em mármore de Lisboa e integra o Centro de Formação e Pesquisas das Artes Cênicas Apolo-Hermilo. Nos meados do século 19, várias sociedades de teatros foram formadas e uma delas construiu o Teatro Apolo entre os anos de 1835 e 1840, só sendo inaugurado em 19 de dezembro de 1842. De estilo neoclássico. Após a abertura do Teatro de Santa Isabel, o Teatro Apolo caiu em decadência e foi fechado em 1863. O prédio foi mutilado até ser reformado e reinaugurado em 1982, mas nunca voltou a ter o mesmo brilho de antigamente.  Fica no Rua do Apolo, 121, no Recife Antigo.

Teatro de Arena: Ficava num pequeno e confortável espaço no casarão 1242 da Avenida Conde da Boa Vista. Foi criado inspirado no Teatro de Arena de São Paulo. Nele, Hermilo Borba Filho dirigiu Marido Magro, Mulher Chata, de Augusto Boal, Eles Não Usam Black-tie, de Gianfrancesco Guarnieri e A Mandrágora, de Maquiavel. Funcionou de 1960 a 1966, quando passou a ser o Teatro Popular do Nordeste, criado por Hermilo Borba Filho e Ariano Suassuna.

Teatro Popular do Nordeste: Teve uma marcante participação na vida cultural do Recife e também como reduto político. A estreia foi com a peça O Inspetor Geral, de Nikolai Gogol. A posição política de centro do TPN rapidamente tendeu para a esquerda, o que provocou forte repressão no governo militar. Evandro Campelo, Moema Cavalcanti e Joacir Castro passam a integrar, de modo muito ativo, os elencos do TPN, participando de montagens de espetáculos inspirados na luta contra o autoritarismo, contra a tortura, contra a falta de liberdade e de democracia. Outros artistas do MCP, como a cantora e compositora Teca Calazans, estiveram próximos ao TPN, apresentando espetáculos na sede do grupo. Com a pronta ajuda de Ariano Suassuna, Luiz Mendonça evita a prisão e consegue fugir para o Rio de Janeiro, com a esposa, Ilva Niño, ambos na clandestinidade. O teatro recebeu também artistas como Gilberto Gil e Caetano Veloso. Um dos maiores sucessos foi o show A criação do mundo segundo Ary Toledo, que ficou em cartaz  dois meses, sempre com casa cheia. O teatro fechou em 1970, deixando uma história marcante

Teatro Joaquim Cardoso: Esse espaço está localizado dentro do Centro Cultural Benfica, um casarão na Madalena do século 19, tombado em 1981, cercado de construções históricas, áreas verdes e vizinho ao Rio Capibaribe. Tem apenas 50 lugares e fica na Rua Benfica, 157. O Centro Cultural Benfica, criado em 2001, é um espaço extensionista da UFPE, utilizado para o lançamento de livros, projeção de filmes, apresentação de peças teatrais, concertos musicais e exposições artísticas e a realização de cursos, seminários e palestras. Considerado um dos mais importantes espaços culturais do Recife, o Centro Cultural Benfica abriga diversas instituições. Além do Teatro Joaquim Cardozo, a Livraria Benfica, o Instituto de Arte Contemporânea (IAC) e o Acervo Museológico Universitário, que reúne uma coleção de obras de cerâmica da UFPE, inclusive com peças do Mestre Vitalino, de Caruaru.

Teatro do Derby: Junto ao Quartel-general da Polícia Militar de Pernambuco, funcionou durante muitos anos, como cinema e teatro. Foi inaugurado em setembro de 1936, pelo então governador de Pernambuco Carlos de Lyra Cavalcanti e pelo coronel Jurandir Bizarria Mamede, comandante-geral do Exército em Pernambuco. Em 1949, passou a ser a principal casa de espetáculos do Recife, com o fechamento do Santa Isabel, para obras para a comemoração do seu centenário. Em 1950, foi sede do Festival de Cinema do Recife. Durante muitos anos recebeu musicais, shows de mágicos e artistas famosos. Está fechado há muitos anos, ainda sem previsão de reabrir. Alguns comandantes da PM chegaram a anunciar uma reforma, mas não conseguiram realizar as obras.

Manhã na Clube: entrevistas com dr. Heitor Medeiros e André Navarrete (Innovation Meeting)
Em busca de água, indígenas brasileiros encontram novo lar
Manhã na Clube: entrevista com Carlos Veras (PT), deputado federal
China executa maiores exercícios militares em décadas
Grupo Diario de Pernambuco