Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Opinião
Iluminando nova luz, o Brics inicia uma nova jornada

Yan Yuqing
Cônsul Geral da China no Recife

Publicado em: 11/07/2022 07:20 Atualizado em:

De 22 a 24 de junho, o Brics China marcou o seu ponto culminante. O presidente da China, Xi Jinping, presidiu 14ª Cúpula do Brics e Diálogo de Alto Nível sobre Desenvolvimento Global, participou do Fórum Empresarial do Brics de formato virtual, e concedeu discursos importantes. Operando na presidência rotativa do Brics em 2022, a China correspondeu às expectativas, unindo todos os países-membros do Brics para promover a parceria em um novo ponto de partida histórico.

Na situação internacional atual, entrelaçam-se os impactos das grandes mudanças e a pandemia nunca vistos em um século. Tem-se surgido vários desafios de segurança um após outro. A economia mundial está lutando para se recuperar. A sociedade humana está enfrentando um cruzamento de para onde ir. Foi neste momento crítico que o presidente Xi Jinping expôs de forma abrangente a Iniciativa de Segurança Global e a Iniciativa de Desenvolvimento Global nas reuniões do Brics, apelando para estarmos cientes de que somos uma comunidade de segurança e interesses vinculados, e para formar uma parceria de desenvolvimento global unida, equitativa, equilibrada e inclusiva. Estas duas Iniciativas são partilha de experiências úteis da China na coordenação da segurança e do desenvolvimento. Correspondem à aspiração da comunidade internacional de buscar a paz, a cooperação e o desenvolvimento. Partindo da formação da Comunidade com Futuro Compartilhado para a Humanidade, a China propôs a sua solução para construir um sistema de governança global mais justo e razoável.

O presidente Xi Jinping sugeriu na Cúpula do Brics construir a parceria de alta qualidade mais abrangente, estreita, prática e inclusiva e embarcar juntos em uma nova jornada da cooperação do Brics, nomeadamente a persistência na solidariedade para defender paz e tranquilidade do mundo, na cooperação para impulsionar o desenvolvimento e responder juntos aos riscos e desafios, no espírito pioneiro e inovação para desencadear potencial e vigor da cooperação, e na abertura e inclusão para reunir sabedoria e força coletivas. As propostas acima apontaram a direção para o desenvolvimento do mecanismo do Brics, traçaram um caminho para melhorar as cooperações do Brics e abriram perspetivas para os países do Brics desempenharem um maior “papel do Brics” e fazerem mais “contribuições do Brics” nos assuntos internacionais. Todas foram muito bem avaliadas e respondidas positivamente pelos líderes presentes na reunião.

Concentrando-se nas questões atuais e olhando para o futuro desenvolvimento do mundo, os líderes dos países-membros do Brics aprovaram a “Declaração de Beijing da 14ª Cúpula do Brics alcançando mais de 70 consensos nas 8 áreas, nomeadamente fortalecer e reformar a governança global, trabalhar em solidariedade no combate ao Covid-19, salvaguardar a paz e a segurança, promovendo a recuperação econômica, acelerar a implementação da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, aprofundando os intercâmbios entre pessoas, e aperfeiçoar o mecanismo institucional do Brics Lançaram ao mundo a voz mais forte da cooperação do Brics e apresentaram a solução do Brics para a manutenção da paz e do desenvolvimento mundial.

Nos 16 anos de história gloriosa, o Brics acompanhou a tendência de paz e desenvolvimento mundial e as expectativas dos povos de todos os países para o desenvolvimento comum, tornando-se cada vez mais vigoroso e atraente, e evoluindo de um conceito de investimento para uma força importante na governança global. Hoje, estamos enfrentando um momento desafiador, mas também esperançoso. Situada num novo ponto de partida histórico, como a presidência do Brics este ano, a China alcançou resultados frutíferos na promoção da cooperação do Brics aumentou a influência do Brics fez contribuições importantes para manter a paz mundial e promover o desenvolvimento global, e passou confiança e esperança para o futuro comum da humanidade. A China irá, como sempre, trabalhar em conjunto com todos os países do mundo, incluindo o Brasil e outros países do Brics, para formar a parceria de alta qualidade, e inaugurar juntos uma nova era de prosperidade e desenvolvimento!

Em busca de água, indígenas brasileiros encontram novo lar
Manhã na Clube: entrevista com Carlos Veras (PT), deputado federal
China executa maiores exercícios militares em décadas
Papa recebeu como tapas os depoimentos de abusos no Canadá
Grupo Diario de Pernambuco