Diario de Pernambuco
Busca
Hong Kong, amanhã será ainda melhor - Histórias de Hong Kong (3)

Yan Yuqing
Cônsul-Geral da China no Recife

Publicado em: 01/07/2022 03:00 Atualizado em: 30/06/2022 23:48

O primeiro dia de julho de 2022 marca o 25º aniversário do retorno de Hong Kong à pátria chinesa.

Em 8 de maio deste ano, John Lee Ka-chiu foi eleito o 6º Chefe do Executivo da Região Administrativa Especial de Hong Kong na China, marcando o grande sucesso das três eleições sob o novo sistema eleitoral de Hong Kong, que foram a Comissão Eleitoral, o 7º Conselho Legislativo e o 6º Chefe do Executivo.

John Lee assumirá oficialmente o cargo no dia 1 de Julho. Unirá e liderará o governo e todos os setores da sociedade de Hong Kong. Será aplicada de forma abrangente e precisa a política denominada “um país, dois sistemas”, abrirá um novo capítulo em Hong Kong de governança à prosperidade, fazendo com que Hong Kong tenha um amanhã ainda melhor.

Com a conclusão bem-sucedida das eleições do chefe do executivo e a melhoria de combate contra a pandemia de Covid-19, as perspectivas de desenvolvimento de Hong Kong como centro financeiro internacional são ainda mais brilhantes.

“Um país, dois sistemas” dá a Hong Kong uma grande garantia institucional e maior flexibilidade, permitindo que Hong Kong adote um sistema financeiro mais internacional e moderno, fornecendo produtos de investimento mais diversificados, proporcionando uma situação vantajosa para o capital estrangeiro, doméstico e local.

A Área da Grande Baía de Cantão-Hong Kong-Macau reuniu um grande número de empresas de inovação e tecnologia de destaque e de manufatura avançada. Hong Kong é a primeira escolha para as empresas da Área da Grande Baía de buscar financiamento e suporte de serviços financeiros.

Além disso, a criação e implementação da Lei de Segurança Nacional de Hong Kong promoverá a estabilidade política e social que beneficiará o desenvolvimento econômico e consolidará o status de Hong Kong como um centro financeiro internacional.

Em Setembro do ano passado, o Ministério do Comércio e Hong Kong assinaram o Memorando de Entendimento sobre a Promoção do Desenvolvimento de Alta Qualidade das Zonas de Cooperação Econômica e Comercial Ultramarinas. O governo central apoia Hong Kong a usar as zonas de cooperação econômica e comercial no exterior como uma plataforma para participar profundamente na construção do “Cinturão e Rota”, e apoia Hong Kong a aderir à Parceria Econômica Regional Abrangente (RCEP) o mais rápido possível, para aproveitar plenamente as vantagens do serviço profissional de Hong Kong e vencer os obstáculos de abrir o mercado de “ Cinturão e Rota “, expandindo o espaço de cooperação internacional de Hong Kong.

Os próximos cinco anos serão um marco importante para Hong Kong de governança à prosperidade, repleta de oportunidades e desafios. A plataforma eleitoral de John Lee contém quatro grandes linhas de políticas, incluindo o fortalecimento da capacidade de governança do governo; melhoria da velocidade, eficiência e quantidade do abastecimento de terrenos e habitação; aumento abrangente da competitividade de Hong Kong e criação de espaço para o desenvolvimento sustentável; construção de uma sociedade inclusiva, atribuindo grande importância ao desenvolvimento da juventude. O esboço de política relevante está de acordo com as atuais necessidades de desenvolvimento de Hong Kong.

Acreditamos que, com o cuidado e apoio do governo central, o novo governo de Hong Kong fará bom uso das vantagens de “um país, dois sistemas”, integrar-se-á totalmente ao desenvolvimento nacional geral, participará profundamente na construção da Grande Baía de Cantão-Hong Kong-Macau, e apanhe o trem expresso do desenvolvimento econômico, liderando os 7,4 milhões de residentes de Hong Kong a se unirem e trabalharem no novo ponto de partida do desenvolvimento, e fazer de Hong Kong uma “Pérola do Oriente” que deixa o país orgulhoso, a população honrada e a comunidade internacional admirada por essa cidade.

MAIS NOTÍCIAS DO CANAL

A saúde no Brasil está doente! (2)

18/08/2022 às 03h00

Créditos fiscais possibilitam redução de dívida tributária

18/08/2022 às 03h00

A saúde no Brasil está doente! (1)

17/08/2022 às 03h00

A contribuição do Recife para a Fotografia moderna

17/08/2022 às 03h00

O pacote memorioso

16/08/2022 às 03h00

Aí complica

16/08/2022 às 03h00

Dissonâncias cognitivas e narrativas

15/08/2022 às 03h00

Dia da Imigração Chinesa sublima a amizade dos dois povos

15/08/2022 às 03h00

O arco-íris

13/08/2022 às 03h00

IPCA negativo

13/08/2022 às 03h00

Os teatros do Recife: de ontem e de hoje

12/08/2022 às 03h00

O Dia dos Pais e suas controvérsias

12/08/2022 às 03h00

A insensatez dos extremos

11/08/2022 às 03h00

Apostas esportivas - decreto, eleição e religião

Em ano de eleição, em que a macroeconomia e a condução política são mais importantes que uma reflexão técnica advinda de um setor que há quase 04 anos espera seu regramento, aproveitar os meses que antecedem outubro para refinar os estudos e aperfeiçoar o conteúdo do Decreto seriam tão produtivos quanto não invocar essa pauta até o pleito, mantendo o apoio cristão-conservador intocável

11/08/2022 às 03h00

"Cristo vive! Somos suas testemunhas"

10/08/2022 às 03h00

Pró-Criança 29 anos

10/08/2022 às 03h00

Os desafios do advogado contemporâneo

09/08/2022 às 03h00

Metaverso: como esse novo ambiente pode mudar nossas vidas

09/08/2022 às 03h00