Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Opinião
Criatividade: substantivo feminino presente na A&U

Andreza Procoro
Presidente em exercício do Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Pernambuco (CAU/PE)

Publicado em: 11/01/2022 03:00 Atualizado em: 10/01/2022 21:57

Se 2021 fosse transformado em uma palavra, qual seria a sua escolha? Para nós, criatividade. Este ano exigiu transformações, adaptações, resiliência, trabalho e muita dedicação. Mas, sem criatividade, não teríamos conseguido fechar o ciclo com tão boas expectativas.

Em meio à pandemia da Covid-19, a arquitetura e urbanismo despontou. De repente, todos perceberam sua importância cotidiana, nas praças, parques, ruas, em suas casas e até mesmo quando existe a falta delas, mostrando a necessidade de planejamento urbano.

Em todo o mundo, a arquitetura serve para integrar a sociedade. Em espaços coletivos, nos quais vivemos; ou nos individuais, percebemos a força da premissa do mestre arquiteto dinamarquês Jan Gehl, de que as cidades são lugares de encontros e devem promover proteção, conforto e prazer para as pessoas.

Os arquitetos e urbanistas enxergam isso, e com visão de futuro, trabalham para que no hoje e no amanhã, as pessoas se conectem e sejam felizes nos lugares que habitam, como defende o próprio Jan Gehl.

Claro que para isso se concretizar, é preciso também de uma boa dose de criatividade. Substantivo feminino muito utilizado na atualidade, e que vai muito além do conceito de criar e produzir coisas novas. Ser criativo é ousar, é buscar diferentes soluções para problemas que sempre existiram ou que acabam de aparecer, como tantos que despontaram em 2021. A criatividade é o primeiro passo para a inovação.

Em Pernambuco, o Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU/PE) vem atuando para que os profissionais e estudantes da área possam assimilar os criativos aprendizados de 2021.  Que consigam incorporá-los aos desafios que virão em 2022, sempre na busca de valorizar cada vez mais a arquitetura e urbanismo.

Nossa prioridade tem sido estar próximo de todos. Dos profissionais e estudantes, que demandam apoio para seus avanços; e também da sociedade, que cobra um trabalho eficiente e eficaz no que compete à fiscalização do exercício profissional, assegurando que apenas arquitetos e urbanistas habilitados possam desenvolver as atividades previstas na legislação.

Além disso, estamos investindo na fiscalização no Recife e no interior do estado, já com projeto aprovado para a instalação de regionais em Caruaru e Petrolina. Com uma equipe de conselheiros e colaboradores que trabalham em sintonia, queremos fazer mais pelos profissionais pernambucanos.

Sabemos que os desafios das pessoas e das cidades são muitos; que arquitetos e urbanistas e estudantes demandam por uma agenda em defesa da valorização profissional. Desta forma, seguimos com o nosso compromisso, o mesmo que nos fez chegar até o CAU/PE para contribuir com a sociedade: trabalhar com dedicação, empenho, fazendo hoje para garantir nosso amanhã.

Brasil começa preparação para amistosos
Bombeiros encontram corpos de casal soterrado em Olinda
Manhã na Clube: entrevistas com Mendonça Filho e dr. Roberto Galvão Filho, oftalmologista
Ataque a tiros em escola nos EUA deixa 21 mortos
Grupo Diario de Pernambuco