Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Opinião
As maiores pintoras de Pernambuco

João Alberto Martins Sobral
Jornalista

Publicado em: 28/01/2022 03:00 Atualizado em:

Sylvia Pontual: Nasceu no Recife em 1941 e teve uma carreira de sucesso durante mais de 50 anos, com quadros na linha figurativa, mostrando pessoas e locais do Recife e Olinda. Foi casada com Zinho Correia e teve uma galeria anexa ao restaurante Mourisco, em Olinda. Muito ligada a Jarbas Vasconcelos, comandou seu cerimonial na Prefeitura do Recife e foi diretora do Museu do Estado, sucedendo Teresa Costa Rêgo. Vítima de câncer, morreu em 2010.

Marisa: A pintora Marisa Lacerda de Andrade nasceu no Recife em 1939. Em 1958 iniciou estudos na Escola de Belas Artes da UFPE. Depois, fez cursos no Museu de Arte Sacra de Pernambuco, no Museu de Arte Contemporânea de Pernambuco e na Oficina Guaianases com João Câmara. Em 1995 recebeu o Prêmio Sharp de Música, pelo projeto visual de um disco de Alceu Valença. Sua arte figurativa fez sucesso em exposições em várias  cidades do país e nos Estados Unidos, Canadá, França e Espanha. Tem quadros no acervo permanente do Museu do Estado.

Anete Cunha: Nasceu em Moreno em 1929. Fez curso de desenho com Aurora Eleutério, na Escola de Belas Artes do Rio de Janeiro e depois de pintura, com Wandeckson Wanderley, Pierre Chalita. Ana Vaz e Alexandre Filho. Segundo Wellington Virgolino, ela, romântica e surrealista, pintou com o coração e com alma. Fez exposições em Miami, na França, na Turquia, em Portugal e em várias cidades brasileiras. Terminou a carreira com a exposição Revivendo Toulouse-Lautrec, na Galeria Ranulpho, que foi um enorme sucesso de crítica e com a venda de todas as telas. Foi também excelente pianista.

Inalda Xavier: Nasceu em 1930, em Jaboatão dos Guararapes, e  se formou em desenho pela UFPE. Depois, fez cursos de Artes Aplicadas nas áreas de tecelagem, arte moderna, tapeçaria, fantoche, marionete e encadernação do Senai, MEC e Inep, no Rio de Janeiro. Destacou-se especialmente pelas xilogravuras, mostradas em exposições no Brasil, Estados Unidos, Alemanha e Japão. Deixou uma robusta coleção de trabalhos.

Isa Pontual: Além de pintora, destaca-se como desenhista e gravadora. Nasceu no Recife em 1942 e começou fazendo o curso de desenho na Escola de Belas Artes da UFPE. Em 1969 viajou para os Estados Unidos, onde fez o curso Manejo da Técnica de Pintura e Desenho, na Academia de Arte de São Francisco. Depois morou na Itália, estudando na Academia de Arte de Roma. De volta ao Recife, iniciou uma sólida carreira com telas sempre com uma figura feminina em primeiro plano exibindo poses, gestos e formas, captadas em ângulos diferentes, que criam um clima intimista e sensual. Fez várias exposições no Brasil e no exterior.

Rosa Guerra: Recifense, ela é uma figura de destaque na sociedade pernambucana, casada com o empresário e jornalista Ricardo Guerra. Começou no mundo da pintura em 1960, estudando gravura, pintura e desenho com Josael de Oliveira, José de Moura, Carlos Queiroz e Flávio Emanuel. Tendo como temática a mística contemporânea, fez várias exposições no Brasil e em Portugal.
Thina Cunha: Nasceu nos Estados Unidos, em 1953, mas veio para o Brasil com dois anos e naturalizou-se brasileira, radicando-se no Recife. Divide sua arte entre a pintura e a escultura tem formação em artes plásticas, com trabalhos desenvolvidos através de esculturas e pinturas abstratas e figurativas. Na arte de esculpir em barro, o estímulo partiu do artista Zé do Carmo, um artesão de Goiana, Litoral Norte de Pernambuco. Depois, estudou pintura com Pierre Chalita e Fernando Lúcio. Seus trabalhos podem ser vistos nas mais diversas expressões artísticas: pintura em tela, esculturas, joias, camisetas. Entre os temas que abordou as tapioqueiras, os cortadores de cana, as banhistas de Boa Viagem, os nudistas de Tambaba e as Mulheres de Tejucupapo. Tem ateliê em Boa Viagem, onde sempre promove eventos.


Para OMS, varíola do macaco ainda pode ser contida
Manhã na Clube: Henrique Queiroz Filho (PP), Edno Melo (Republicanos) e André Morais (CORECON-PE)
Soldado russo condenado à prisão perpétua por matar civil na Ucrânia
Manhã na Clube: entrevista com o Deputado Federal Carlos Veras (PT)
Grupo Diario de Pernambuco