Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Opinião
Firme, Eduardo!

Geraldo Julio
Prefeito do Recife
opiniao.pe@diariodepernambuco.com.br

Publicado em: 10/08/2020 03:00 Atualizado em: 10/08/2020 05:46

Cumprimentar as pessoas fazendo um sinal com a mão, seguido da pergunta “firme?” era uma marca permanente da presença de Eduardo Campos nas ruas, em reuniões ou em encontros. Esse tipo de cumprimento marcou tanto ele que, até hoje, inúmeros integrantes da Frente Popular ainda usam a expressão, substituindo o tradicional “tudo bem?”

Hoje, dia de seu aniversário, se ele ainda estivesse fisicamente entre nós, ouviria inúmeros “Firme, Eduardo”. Eu mesmo seria um dos que responderia assim. Todos nós temos saudade de dizer isso a ele, principalmente na data de seu nascimento.

A presença física de Eduardo sempre teve brilho, força, coragem e muita, muita, sensibilidade. São poucas as pessoas que a gente conhece na vida que conseguem saber exatamente o que os outros estão sentindo. Ele sabia ler isso como ninguém. Seja conversando com uma pessoa, seja uma comunidade, seja a população de um estado e, até mesmo, o povo de todo um país, como pudemos ver em 2014. A candidatura dele representava o sentimento dos brasileiros. Ele sabia disso. Além da sensibilidade, outra característica muito forte na personalidade de Eduardo sempre foi a coragem. Quanto maior o desafio, mais firmeza ele demonstrava para enfrentar. Vi várias vezes que nenhum obstáculo resistia à sua coragem quando ele estava defendendo o que acreditava.

O que movia Eduardo na política, e em sua vida, era o combate à injustiça social. Todas as horas de seu dia eram dedicadas a enfrentar as desigualdades. Criar oportunidades para quem não as tinha. Tive a oportunidade de ver isso durante todos os anos de convivência.

“No dia em que os filhos do pobre e do rico, do político e do cidadão, do empresário e do trabalhador, estudarem na mesma escola... nesse dia o Brasil será o país que queremos”, essa frase explica exatamente o que ele buscava. Ela e o comportamento de Eduardo, a direção de suas decisões, sempre contra as injustiças sociais e a desigualdade, são o que orientam a atuação do conjunto político que foi liderado por ele. É o legado político de Eduardo. Um número enorme de líderes políticos, militantes, gestores e cidadãos, em Pernambuco e em outros estados, que acreditam no que ele acreditava e atuam na política, nos governos e na vida na mesma direção que ele atuava. E isto, mesmo sem a presença física dele, segue firme.

Firme, Eduardo! Suas ideias, suas convicções e suas ações seguem firmes pelas mãos de milhões de brasileiros que trabalham todos os dias para inaugurar vida na vida das pessoas.

De 1 a 5: Cuidados na saúde ocular das crianças
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #159 - Lesmas, Minhocas e Planárias
Rhaldney Santos entrevista a ginecologista Altina Castelo Branco
Pantanal: o pior incêndio da história
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco