Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Opinião
Toda jornada começa com o primeiro passo

Janguiê Diniz
Fundador e presidente do Conselho de Administração do grupo Ser Educacional - presidente do Instituto Êxito de Empreendedorismo

Publicado em: 10/07/2020 03:00 Atualizado em: 10/07/2020 05:54

O medo do desconhecido, a insegurança de enfrentar algo novo. Por vezes, na vida, nos pegamos paralisados ou perdidos com receio de iniciar um novo empreendimento – e aqui entenda-se qualquer coisa que nos propomos a realizar, não apenas abrir uma empresa. Pode ser pela grandiosidade do projeto ou da ideia, ou pelos percalços que prevemos no caminho. No entanto, há que se ter em mente, sempre, que toda realização, qualquer que seja, só é possível quando decidimos dar o primeiro passo.

Sair do lugar pode ser incômodo. É muito mais confortável permanecermos onde nos sentimos seguros, em uma zona controlada. Imagine quantos grandes feitos no mundo deixariam de ser realizados se ninguém se propusesse a ousar, sair da zona de conforto, buscar algo diferente. E tudo isso teve um ponto de partida. Para mim, esse ponto de partida, o primeiro passo, chama-se decisão. É o momento em que você determina que irá realizar algo, seja um sonho, um propósito, ou qualquer coisa que o faça se mover do estado atual. A verdade é que a falta de ação e atitude é um dos maiores matadores de sonhos que existem.

Chegam momentos na vida em que precisamos nos lançar ao desconhecido, em uma nova aventura, algo que faz nosso coração bater mais forte. Para que essa jornada seja a menos traumática possível, é preciso também segurança. Daí a importância de traçar as estratégias que o farão chegar à concretização daquele desejo. Se, por um lado, temos que dar o primeiro passo, por outro, não podemos caminhar a esmo, sem rumo ou direcionamento. Quem tem um mapa dificilmente se perderá em sua trilha – esse mapa é o planejamento. Erros ocorrerão no processo, será necessário improvisar e desviar a rota, mas tudo isso pode ser previsto a fim de que sejam minimizados os percalços.

Em um mundo tão competitivo e hiperconectado, quem não se arrisca ou não se propõe a ir além pode acabar ficando para trás. Não dá mais para aceitar viver no mesmo status quo, manter-se na inércia, deixando a vida levar. É preciso assumir o controle do seu destino e começar uma caminhada decidida em direção aos seus desejos. Em frente é que se segue, para cima é que se cresce.

Comerciantes de praias do estado protestam em frente ao Palácio
Grande explosão atinge Beirute, capital do Líbano
Rhaldney Santos entrevista o pré-candidato à prefeitura do Recife  Paulo Rubem
Aumenta tensão entre o STF e o Facebook por conta de ordem de exclusão de perfis
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco