Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Opinião
Editorial Valorizar o diálogo

Publicado em: 19/05/2020 03:00 Atualizado em: 19/05/2020 05:53

O país só tem a ganhar com a aproximação do presidente Jair Bolsonaro e do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia. É de fundamental importância o entendimento entre os chefes do Poder Executivo e do Poder Legislativo nesses estranhos tempos de pandemia do novo coronavírus, que já ceifou a vida de milhares de brasileiros e que matará, ainda, outros milhares nos próximos dias e semanas. Diálogo que deve ser permanente e duradouro sempre, sobretudo quando o surto pandêmico passar e o Brasil precisar do empenho total de suas lideranças para poder se reerguer o mais rapidamente possível.

As reformas estruturantes, como a tributária e a administrativa, não podem ser deixadas de lado e devem voltar ao debate nacional o quanto antes. Depois do tombo da economia causado pelo novo coronavírus – economistas estimam uma retração do Produto Interno Bruto (PIB) em torno de 5% –, elas se farão mais do que necessárias para a nação retomar o caminho do crescimento socioeconômico. E somente através do bom entendimento entre os atores políticos e econômicos se chegará a bom termo na busca do desenvolvimento sustentável.

A sociedade viu como bastante positiva a ida de Rodrigo Maia ao Palácio do Planalto para se encontrar com o presidente da República na quinta-feira passada. Isso, mesmo após os ataques desferidos por Bolsonaro contra o presidente da Câmara, horas antes do encontro, durante vídeoconferência com empresários da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). Na ocasião, o chefe do Executivo chegou a dizer que parecia que o deputado queria “afundar a economia para ferrar o governo”.

Para o bem do país, os dois se entenderam e, após a reunião, Bolsonaro disse, contrariando seu discurso anterior: “Voltamos a namorar. Está tudo bem com o Rodrigo Maia”. Agora, espera-se que o diálogo resgatado frutifique para que os dois Poderes possam trabalhar, conjuntamente, no enfrentamento ao inimigo invísivel de todos, chamado novo coronavírus. Energia não pode ser desperdiçada em embates e desentendimentos políticos que só atrapalham os esforços no combate à Covid-19.

A iniciativa do mandatário maior do país em convidar o presidente do Legislativo para uma conversa poderia se repetir com os governadores que apostam no isolamento social contra a pandemia, o que vai de encontro ao discurso de Bolsonaro favorável à retomada das atividades econômicas. As diferenças existem e estão cristalizadas, mas só será através do diálogo que os governantes poderão chegar a um bom entendimento quanto aos próximos passos a serem tomados para o bem de todo o Brasil.

Covid-19: Brasil tem novo recorde diário de mortes
04/06: Manhã na Clube com Rhaldney Santos
Destaques do dia: Indiciamento por morte de criança, coronavírus reativado e tataravó recuperada
Brasil: produção industrial despenca
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco