Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Opinião
Que seria do cordão azul se não fosse...

José Adalberto Ribeiro
Jornalista

Publicado em: 14/02/2020 03:00 Atualizado em: 14/02/2020 09:06

Montanhas da Jaqueira – O que seria do azul se não fosse o amarelo?! O que seria do cordão encarnado se não fosse o cordão azul?! O que seria dos marmanjos do sexo monofásico, se não fossem os homens do sexo binário?! O que seria das fêmeas do sexo trifásico, se não fossem as donzelas do sexo monofásico?!

Faz parte da miscelânea humana, demasiadamente humana, como diria o filósofo Nietsche. A democracia é um pastoril. Viva a democracia! Viva eu, viva tu, viva o rabo do tatu!

Boa noite, bom dia, meus senhores todos, boa dia senhoras também, as pastorinhas belas anunciam o pastoril do cordão azul e do cordão encarnado.  

Alvíssaras! Olha só quem aflorou no recinto, o artista-empreendedor Gilson Machado Neto, presidente da Aliança pelo Brasil em Pernambuco e comandante em chefe da Embratur, o coronel Meira, coordenador das caravelas bolsonarianas nesta capitania de Pernambuco.  

Aconteceu no início deste mês o megaevento de mobilização da Aliança no Centro de Convenções. Esta é uma realidade emergente em Pernambuco e no Brazil. O magnetismo do poder federal irá gerar ressonâncias na boca das urnas municipais.

Qual a mensagem, comandante Gilson Machado Neto? A Aliança pelo Brasil nasce sob o signo do respeito aos valores religiosos e da família, o conservadorismo cristão e o liberalismo no campo econômico, estímulo ao empreendedorismo e à meritocracia. Eis o primado da democracia e repúdio às ditaduras, reforça o jornalista Sílvio Nascimento, coordenador da agremiação.     

Coronel Meira, qual é o mote? Os grupamentos de direita estão se unindo em Pernambuco. O evento no Centro de Convenções cadastrou mais de 3 mil apoiadores. Conservadorismo nos princípios e liberalismo na economia, este é o lema da Aliança.

A partir de março a sigla deve estar organizada para as eleições.    

Os cavalheiros andantes proclamam, sem medo das patrulhas rodoviárias ideológicas, a criação de um partido de direita.

O prisma da democracia contempla todas as cores do arco-íris, o azul e o encarnado, o amarelo, verde, violeta, índigo, laranja, e a soma é o branco da paz.   

Durante mais de cinco décadas foi aplicada a lavagem cerebral malévola das esquerdas no coração do Brazil. A doutrinação deitou raízes na consciência nacional e certamente irá demorar uma geração para ser revertida.  

A esquerda ortodoxa continua grávida de ódios. Exemplo é a indicação da atriz Regina Duarte para a Secretaria Nacional da Cultura. As lombrigas vermelhas destilam, respiram e inspiram maldades contra a regente Regina. Esta é natureza do escorpião.

O cordão encarnado dos corruptos presos e condenados se autoproclama credor de todas as indulgências.

A pandemia em Pernambuco -  destaques de 31 de Março
Boas iniciativas para praticar a solidariedade na quarentena
O cotidiano em Areias, bairro do Recife com a primeira morte por coronavírus no Nordeste
Coronavírus em Pernambuco - resumo de 30/03/2020
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco