Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Opinião
Novembro azul do diabetes

Geísa Macêdo
Médica endocrinologista e presidente da Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD PE)

Publicado em: 14/11/2019 03:00 Atualizado em: 14/11/2019 09:59

Desde 1991, a Federação Internacional de Diabetes e a Organização Mundial de Saúde celebram o dia 14 de novembro como o Dia Mundial do Diabetes. Esta data foi escolhida em homenagem ao aniversário de Frederick Banting, um médico canadense que juntamente com o estudante de medicina Charles Best, fazendo pesquisa em laboratório, descobriram a Insulina, em 1921. Este alerta foi feito para chamar a atenção das pessoas e dos governos sobre uma doença muito prevalente, o Diabetes Mellitus, que na maioria dos países, avança de forma epidêmica.

Atualmente há cerca de 425 milhões de pessoas adultas e mais de um milhão de crianças com diabetes no mundo, e este número vem aumentando a cada ano.
 
A cor azul foi escolhida desde 2007 para representar o diabetes, cujo símbolo é um círculo azul, fechado, representando a união de todos os povos na luta contra essa patologia. O mês de novembro passou, então, a ser chamado de Novembro Azul e em mais de 163 países monumentos e prédios importantes são iluminados nesta cor durante o mês para chamar atenção para esta causa.
 
O Brasil, atualmente, ocupa o quarto lugar no mundo com 14 milhões de diabéticos tipo 2, perdendo apenas para Estados Unidos, China e Rússia. Lembrando que na maioria das vezes o diabetes é uma doença silenciosa, apresenta pouco ou nenhum sintoma, mas quando se faz o diagnóstico 50% já tem complicações crônicas, e que podem ser evitadas. É preciso diagnosticar e tratar mais precocemente e agir mais intensamente na identificação de condições que aumentam o risco de ter diabetes, como obesidade, pré-diabetes, hipertensão arterial, dislipidemias, síndrome dos ovários policísticos, doenças cardiovasculares, vida sedentária e alimentação rica em produtos industrializados e guloseimas.
 
O Novembro Diabetes Azul deste ano tem como tema central Diabetes e a família - o que você pode fazer para ajudar? O objetivo é mostrar e chamar atenção para o fato de que é de fundamental importância para a pessoa com diabetes ter o apoio e ajuda da família.
 
No último dia 30 de outubro, a Sociedade Brasileira de Diabetes- SBD comemorou a aprovação e publicação no Diário Oficial da União da lei n° 13.895, que instituiu a Política Nacional de Prevenção do Diabetes e de Assistência Integral à Pessoa Diabética, incluindo a educação continuada de profissionais, pacientes, familiares e cuidadores, para melhorar o controle da doença e prevenir complicações.
 
Diabetes: essa causa também é sua! Apoie!

Maria, mãe de um povo ferido
Confira a estreia do programa In set
Educação humanizadora e não violência nas escolas
João e os 50 anos de colunismo social
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco