Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Opinião
Consórcio Nordeste

José de Jesus Moraes Rêgo
Autor de estudos e artigos sobre o Nordeste. Ex-diretor da Sudene

Publicado em: 31/10/2019 03:00 Atualizado em: 31/10/2019 09:23

Quando se examina a recente posição dos governadores nordestinos e a criação do Consórcio Nordeste, tem-se que examinar e valorizar com a devida atenção. Esta atenção se deve voltar para estes aspetos que sugerimos, reconhecendo sua validade, desde o início da atitude dos governadores nordestinos.

Assim, destacamos: a) trabalho integrado com órgãos federais da região (Sudene, Codevasf, DNOCS); b) atenção para divisas dos estados  nordestinos, vendo o atual estágio de desenvolvimento ; c) integração do Rio São Francisco e dos rios Araguaia e Tocantins, portanto das duas bacias; d) com apoio do governo federal, obras dos governos federal e estaduais, com a participação do Batalhão de Engenharia do Exército Brasileiro, em integração das duas Bacias (São Francisco e Araguaia-Tocantins); e) evitar obras paradas, com levantamento constante para melhora do que deve ser feito, quando se fazer com rapidez e sem interrupção; f) o governo federal dar atenção e não desprezo, face a razões políticas, para todos os projetos em andamento e que devem ser concluídos dentro dos cronogramas previstos.

Por fim, todos, governos e povo, reconhecerem a validade do Consórcio Nordeste e dar sequência ao mesmo, com apoio de um amplo e persistente planejamento regional.

Destaques da semana: caso Miguel, Decotelli fora do MEC e retorno do Campeonato Pernambucano vetado
Inscrições para o Vestibular 2020.2 da Unicap vão até 15 de julho
Um mês sem Miguel : tudo que fazia era por ele, diz Mirtes
03/07 Manhã na Clube com Rhaldney Santos
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco