Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Opinião
Melhor assim

Jaime Xavier
Mestre em Administração de Negócios pela COPPE - RJ e sócio-diretor da XConsult - Consultoria Empresarial

Publicado em: 10/09/2019 03:00 Atualizado em: 10/09/2019 10:12

Há alguns dias, como fazemos com certa frequência, um grupo de amigos do prédio onde moro se reuniu em torno de uma costela de boi, preparada magistralmente, e algumas garrafas de vinho.

Como profissionais liberais, homens de negócios ou mesmo alguns já aposentados, evidentemente cada um de nós possui opiniões próprias sobre o que acontece atualmente no Brasil, e os benefícios e prejuízos que nossos governantes de hoje e dos governos anteriores, provocaram na vida econômico-social  do nosso pais e seus habitantes.

Cada um com suas opiniões, defendia o fato de havermos tido avanços sociais, devido às políticas públicas adotadas por governos de esquerda, considerando projetos como o Bolsa Famíliae o Minha Casa, Minha Vida, como responsáveis pela redução da quantidade de brasileiros que viviam abaixo da linha de pobreza,  e permitindo moradia digna a outros que anteriormente não possuíam os recursos necessários para terem uma casa própria pra morar.

Outros se posicionavam a respeito, alegando que o programa de distribuição de renda teve como objetivo a manutenção dessas pessoas na dependência do Estado, e que as casas produzidas, eram de má qualidade e em muitos casos já apresentavam defeitos de construção.

Seguimos então para discussão do momento atual, em que mesmo ainda com discordâncias, todos percebem que o país aos poucos inicia uma caminhada de recuperação, com os processos de privatização, o fechamento do acordo comercial entre Mercosul e os países do Bloco Europeu, a aprovação da reforma da Previdência, uma pequena retomada do PIB e uma tendência de retomada dos investimentos e do emprego, mesmo se considerando que isso se deve em grande parte a criação de pequenas empresas individuas e as atividades exercidas sem carteira assinada, além de uma serie de outroz sinais que se desenham a médio e longo prazos.

Infelizmente, por outro lado, constatamos com tristeza as atitudes e pronunciamentos inadequados do nosso presidente, que poderia adotar postura mais sensata e coerente com o que se costuma chamar “liturgia do cargo”, guardando para si as opiniões e preconceitos. que lhe são de direito ter como ser humano, mas nunca como principal mandatário da nação.

Felizmente, no entanto a costela ficou pronta, as garrafas de vinho continuaram a ser abertas e, como pessoas civilizadas que respeitam as divergências e opiniões alheias, encerramos nossas discussões e nos dedicamos ao prazer de um encontro entre amigos.

Melhor assim...

Sobre Vidas: Nivia e o empoderamento de mulheres no Coque
DP Auto na Tóquio Motor Show - Tudo sobre a Nissan
Sérum, pele natural, sombras coloridas e blush cremoso
Lula: sou um homem melhor do que aquele que entrou na cadeia
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco