Diario de Pernambuco
Busca

RELIGIÃO

Papa se reúne nesta segunda com sobreviventes de escola para indígenas no Canadá

Por: AFP

Publicado em: 25/07/2022 11:18

 (Foto: Vincenzo PINTO / AFP)
Foto: Vincenzo PINTO / AFP
O papa Francisco se reunirá, nesta segunda-feira (25), com sobreviventes de um antigo internato para indígenas no Canadá, onde renovará o pedido de desculpas pelo papel da Igreja na violência infligida a menores de povos originários por mais de 50 anos.

O pontífice argentino, de 85 anos, chegou no domingo a Edmonton (província de Alberta) para uma visita de seis dias que tem sido muito esperada pelas comunidades nativas locais, principalmente de três grupos: Primeiras Nações, Metis e Inuit.

No centro desta "peregrinação penitencial" está o doloroso capítulo dos "internatos" para crianças indígenas, um sistema de assimilação cultural que causou a morte de ao menos 6.000 menores por doenças, desnutrição, negligência ou abusos desde o final do século XIX até a década de 1990 e que criou um trauma em várias gerações.

O governo canadense, que indenizou ex-alunos com milhões de dólares, desculpou-se oficialmente há 14 anos por ter criado essas escolas para "matar o indígena no coração da criança". 

Depois do governo, a Igreja Anglicana também pediu desculpas. Já a Igreja Católica, encarregada de mais de 60% destas escolas, recusou-se a fazer o mesmo inicialmente.

Foi no último mês de abril que o papa Francisco apresentou suas desculpas no Vaticano e prometeu viajar ao Canadá, onde milhares de indígenas esperam que o pontífice faça o pedido presencialmente.

Francisco se apresentará às 10h locais (13h em Brasília) em Maskwacis, província de Alberta, cerca de cem quilômetros ao sul de Edmonton, onde se encontra a antiga escola residencial de Ermineskin, uma das maiores do Canadá, em atividade de 1895 a 1975.

Depois, o argentino visitará a igreja do Sagrado Coração dos Primeiros Povos de Edmonton, uma das mais antigas da cidade, destruída após um incêndio em 2020 e onde pronunciará um segundo discurso para as comunidades indígenas.

Na terça-feira, o papa celebrará uma missa no estádio Commonwealth de Edmonton onde umas 65.000 pessoas são esperadas, antes de seguir para o lago Sainte-Anne, local de uma importante peregrinação anual. Na quarta-feira, o santo padre visitará Quebec antes da última etapa da viagem, na sexta-feira em Iqaluit (Nunavut), cidade do norte canadense, no arquipélago ártico.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários