Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

PERU

Terremoto de 5,6 graus sacode capital peruana

Por: AFP

Publicado em: 07/01/2022 19:32

 (Foto: Reprodução/Google)
Foto: Reprodução/Google
Um forte terremoto de magnitude 5,6 sacudiu Lima e uma vasta área ao redor da costa central do país nesta sexta-feira (7), deixando nove feridos e casas danificadas, informaram as autoridades. 

O sismo foi registrado às 5h27 locais (7h27 no horário de Brasília), com epicentro situado 19 quilômetros a nordeste de Lima, e hipocentro a 116 quilômetros, de acordo com o Instituto Geofísico peruano.

A Defesa Civil indicou que há registro de nove feridos, entre eles um em estado grave, além de danos em três casas precárias dos distritos de San Juan de Lurigancho e Ate, localizados ao leste de Lima.

"Felizmente não registramos nenhuma morte. Registramos sim nove feridos, dos quais um é de consideração, pois caiu do terceiro andar e seu estado é delicado", disse Rolando Capucho, coordenador do Centro de Operações de Emergência Nacional (COEN) ao canal N de televisão.

"Havia três crianças presas em uma casa, mas foram resgatadas pela polícia e estão tranquilas", acrescentou.

Jeison Arapa, de 28 anos, foi quem sofreu a forte queda do terceiro andar quando tentava sair de sua casa no distrito de Villa María del Triunfo, ao sul de Lima, informou a Defesa Civil.

O chefe da Polícia Rodoviária, Manuel Lozada, informou que o terremoto provocou deslizamentos de rochas e pedras na rodovia Central, que conecta com os Andes e a floresta central.

O terremoto foi sentido nas províncias de Cañete e Chincha, ao sul da capital peruana, e na cidade de Chimbote, quase 400 quilômetros ao norte de Lima.

Também abalou as províncias de Yauyos, Huarochirí, Canta, Huaral, Huaura e Barranca, na região de Lima.

- Abaixo de Lima -
"O epicentro foi localizado praticamente abaixo de Lima. O movimento foi vertical, ou seja, de baixo para cima, um tremor forte", disse à rádio RPP o presidente do Instituto Geofísico, Hernando Tavera.

O especialista acrescentou que, em 1993, um forte terremoto com as mesmas características sacudiu a capital de 10 milhões de habitantes, mas com magnitude ainda maior, de 6 graus.

A Direção de Hidrografia e Navegação da Marinha, por sua vez, descartou a ameaça de tsunami na costa do país. 

"Povo peruano, vamos manter a calma, mas vamos nos prevenir contra qualquer outra réplica. Com as devidas precauções, vamos cuidar das nossas famílias: crianças, idosos e pessoas com deficiência. Como governo, estamos monitorando para proteger os cidadãos", tuitou o presidente do país, Pedro Castillo.

Em novembro passado, um forte terremoto de magnitude 7,5 abalou a região do Amazonas na selva norte do Peru, deixando mais de 2.000 desabrigados, 12 feridos e 117 casas destruídas. 

O último terremoto de grande magnitude e consequências trágicas ocorreu no porto de Pisco, em 15 de agosto de 2007, quando um sismo de 7,9 graus, com epicentro na costa central, deixou 595 mortos.

O território peruano é sacudido todo os anos por pelo menos 400 tremores perceptíveis. O país está situado no chamado Cinturão de Fogo do Pacífico, uma região de grande atividade sísmica que se estende ao longo da costa oeste do continente americano.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
OMS: é possível encerrar fase aguda da pandemia este ano
Manhã na Clube: entrevistas com Carlos Veras (PT), Frederico Menezes e Marlon Malassa
Zuri: 11 anos, multiinstrumentista, compositor e prodígio da música faz campanha para comprar violão
Bolsonaro cancela visita à Guiana devido à morte de sua mãe
Grupo Diario de Pernambuco