Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Mundo

RELACIONAMENTO

Após mais de 100 dias separados, casal se reúne novamente em casa de repouso

Publicado em: 12/11/2021 09:56 | Atualizado em: 12/11/2021 10:40

 (Foto: Facebook/Reprodução)
Foto: Facebook/Reprodução
Uma história emocionou os internautas após dois idosos se reencontrarem em casa de repouso depois de mais de 100 dias separados. George e Joyce Bell, de 89 e 87 anos, respectivamente, estão casados há 66 anos, mas precisaram ficar internados em hospitais diferentes para tratar alguns problemas de saúde.

Em razão das medidas de isolamento social causada pela covid-19, a separação dos dois foi mais agravada. Após três meses, eles foram transferidos para quartos na Casa de Cuidados Tollesby Hall em Middlesbrough.

Nas redes sociais, a casa de repouso compartilhou fotos do momento do reencontro: "Foi absolutamente adorável poder reunir Joyce e George, que estão casados há 66 anos, mas devido a circunstâncias infelizes que não se viam há mais de 100 dias, eles deixaram todos aqui muito emocionados com seu amor, o que é muito óbvio".
 
 

Em entrevistas a jornais locais, Joyce falou sobre a emoção do reencontro: "Eu disse a ele que sempre estaria lá para ele, não importa o quê. Ele me abraçou com força e disse que nunca mais me deixaria pelo resto da vida".

Os dois contaram ainda que a história fez sucesso pois foi mostrado a maneira como são unidos: "Senti muita saudade. Não estamos acostumados a ficar um sem o outro", afirmou George. Por fim, Joyce falou sobre o segredo para um longo casamento: "Deixe que eles sigam seu próprio caminho e coloque o pé no chão, você tem que fazer isso com seu George".
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube: entrevistas com Alberto Feitosa (PSC), Márcia Horowitz e Andreia Rodrigues
Justiça por Beatriz: pais organizam peregrinação de 720 km para cobrar solução de assassinato
Pessoas que já tiveram covid podem adoecer novamente devido à ômicron
Reino Unido aprova mais um medicamento contra Covid-19
Grupo Diario de Pernambuco