impeachment Leia a íntegra da transcrição da conversa entre Trump e o presidente da Ucrânia

Por: FolhaPress - FolhaPress

Publicado em: 25/09/2019 15:43 Atualizado em:

Foto: Arquivo / AFP
Foto: Arquivo / AFP
Leia, abaixo, a transcrição da conversa entre os presidentes Donald Trump, dos EUA, e Volodimir Zelenski, da Ucrânia, que motivou a abertura de um processo de impeachment de Trump.
O republicano será investigado pela suspeita de ter pressionado Zelenski, a investigar o filho de um de seus principais adversários, o democrata Joe Biden.
 
A chamada foi feita em 25 de julho, às 9h03 no horário de Washington, e durou 30 minutos. A transcrição, divulgada nesta quarta-feira (25) pelo governo americano, não é a íntegra da conversa, e foi publicada com o seguinte aviso: "O memorando de uma conversa telefônica não é uma transcrição literal de um diálogo. O texto neste documento registra as anotações e lembranças dos oficiais de serviço na Sala de Situação e da equipe designada para ouvir e memorizar a conversa por escrito à medida que a conversa ocorre. Vários fatores podem afetar a precisão do registro, incluindo más conexões de telecomunicações e variações de sotaque e/ou interpretação".
 
Trump: Parabéns pela grande vitória1. Todos nós assistimos nos Estados Unidos e você fez um ótimo trabalho. Do jeito que você veio de trás, alguém que não tinha muita chance, e acabou vencendo com facilidade. É uma conquista fantástica. Parabéns.
 
Zelensky: Você está absolutamente certo, sr. Presidente. Vencemos muito e trabalhamos duro para isso. Trabalhamos muito, mas gostaria de confessar que tive a oportunidade de aprender com você. Usamos algumas de suas habilidades e conhecimentos e pudemos usá-lo como exemplo em nossas eleições. Sim, é verdade que foram eleições únicas. Estávamos em uma situação única que fomos capazes de alcançar um sucesso único. Eu posso lhe dizer o seguinte: na primeira vez você me ligou para me parabenizar quando ganhei minha eleição presidencial e na segunda vez que você está me ligando agora quando meu partido venceu a eleição parlamentar. Eu acho que devo concorrer com mais frequência para que você possa me ligar com mais frequência e possamos conversar por telefone com mais frequência.
 
Trump: [risos] Essa é uma ideia muito boa. Eu acho que seu país está muito feliz com isso.
 
Zelensky: Bem, sim, para falar a verdade, estamos tentando trabalhar duro porque queríamos drenar o pântano aqui em nosso país. Trouxemos muitas pessoas novas2. Não são os políticos antigos, nem os políticos típicos, porque queremos ter um novo formato e um novo tipo de governo. Você é um ótimo professor para nós nisso.
 
Trump: Bem, é muito gentil de sua parte dizer isso. Eu direi que fazemos muito pela Ucrânia. Nós gastamos muito esforço e muito tempo. Muito mais do que os países europeus estão fazendo, e deveriam ajudá-lo mais do que estão. A Alemanha não faz quase nada por vocês. Tudo o que eles fazem é conversar e acho que é algo que você realmente deveria perguntar a eles. Quando eu estava falando com Angela Merkel, ela fala sobre a Ucrânia, mas não faz nada. Muitos países europeus são da mesma forma, então eu acho que é algo que você deve examinar, mas os Estados Unidos têm sido muito bons para a Ucrânia. Eu não diria que é recíproco necessariamente, porque estão acontecendo coisas que não são boas, mas os Estados Unidos têm sido muito bons para a Ucrânia.
 
Zelensky: Sim, você está absolutamente certo. Não apenas 100%, mas na verdade 1000% e posso lhe dizer o seguinte: conversei com Angela Merkel e me encontrei com ela. Também conheci e conversei com Macron e disse a eles que não estavam fazendo tanto quanto precisavam nas questões com as sanções. Eles não estão aplicando as sanções3. Eles não estão trabalhando tanto quanto deveriam trabalhar para a Ucrânia. Acontece que, embora logicamente a União Europeia deva ser nosso maior parceiro, tecnicamente os Estados Unidos são um parceiro muito maior que a União Europeia4, e sou muito grato a você por isso, porque os Estados Unidos estão fazendo muito pela Ucrânia. Muito mais do que a União Europeia, especialmente quando estamos falando de sanções contra a Federação Russa. Gostaria também de agradecer pelo seu grande apoio na área de defesa. Estamos prontos para continuar a cooperar nos próximos passos, especificamente estamos quase prontos para comprar mais Javelins5 dos Estados Unidos para fins de defesa.
 
Trump: Gostaria que você nos fizesse um favor, porque nosso país passou por muita coisa e a Ucrânia sabe muito sobre isso. Eu gostaria que você descobrisse o que aconteceu com toda essa situação com a Ucrânia, eles dizem que Crowdstrike6... Acho que você tem uma das suas pessoas ricas... O servidor, eles dizem que a Ucrânia tem. Muitas coisas aconteceram, toda a situação. Eu acho que você está se cercando de algumas das mesmas pessoas. Eu gostaria que o secretário de Justiça ligasse para você ou seu pessoal e gostaria que você chegasse ao fundo disso. Como você viu ontem, todo esse absurdo terminou com uma atuação muito ruim de um homem chamado Robert Mueller7, uma atuação incompetente, mas eles dizem que muito disso começou na Ucrânia. O que você puder fazer, é muito importante que você faça se for possível.
 
Zelensky: Sim, é muito importante para mim e tudo o que você mencionou anteriormente. Para mim, como presidente, é muito importante e estamos abertos a qualquer cooperação futura. Estamos prontos para abrir uma nova página sobre cooperação nas relações entre os Estados Unidos e a Ucrânia. Para esse propósito, acabei de me lembrar da nossa embaixadora nos Estados Unidos e ela será substituída por um embaixador muito competente e experiente, que trabalhará duro para garantir que nossas duas nações se aproximem. Também gostaria e espero que ele tenha sua confiança e tenha relações pessoais com você para que possamos cooperar ainda mais. Pessoalmente, direi a você que um de meus assistentes falou recentemente com Giuliani8 e esperamos muito que Giuliani possa viajar para a Ucrânia e nos encontremos quando ele vier para a Ucrânia. Eu só queria garantir mais uma vez que você não tem [aqui] mais ninguém além de amigos. Vou me certificar de me cercar das pessoas melhores e mais experientes. Eu também queria lhe dizer que somos amigos. Somos grandes amigos e o sr. presidente tem amigos em nosso país, para que possamos continuar nossa parceria estratégica. Também pretendo me cercar de grandes pessoas e, além dessa investigação, garanto como presidente da Ucrânia que todas as investigações serão realizadas de maneira aberta e franca. Isso eu posso lhe garantir.
 
Trump: Bom, porque ouvi dizer que você tinha um promotor muito bom e ele foi bloqueado, o que é realmente injusto. Muita gente está falando sobre isso, a maneira como eles bloquearam seu promotor muito bom e você teve algumas pessoas muito más envolvidas. Giuliani é um homem altamente respeitado. Ele foi o prefeito da cidade de Nova York, um grande prefeito, e eu gostaria que ele ligasse para você. Vou pedir que ele ligue para você junto com o procurador-geral. Rudy sabe muito bem o que está acontecendo e ele é um cara muito capaz. Se você pudesse falar com ele, seria ótimo. A ex-embaixadora dos Estados Unidos, a mulher, era uma má notícia [sic] e as pessoas com quem estava lidando na Ucrânia eram más notícias [sic], então só quero que você saiba disso. Outra coisa, fala-se muito sobre o filho de Biden9, que Biden interrompeu a acusação10 e muitas pessoas querem descobrir sobre isso, então o que você puder fazer com o procurador-geral seria ótimo. Biden se gabou de ter parado a acusação, então se você puder investigar... Parece horrível para mim.
 
Zelensky: Eu queria falar sobre o promotor. Antes de tudo, entendo e conheço bem a situação. Desde que conquistamos a maioria absoluta em nosso Parlamento, o próximo procurador-geral será 100% uma pessoa minha, meu candidato, que será aprovado pelo Parlamento e começará como novo procurador em setembro. Ele ou ela analisará a situação, especificamente a empresa que você mencionou nesta questão. A questão da investigação do caso é, na verdade, a questão de garantir a restauração da honestidade, para que possamos cuidar disso e trabalharemos na investigação do caso. Além disso, gostaria de perguntar se você tem alguma informação adicional que possa nos fornecer; seria muito útil para a investigação garantir que administremos a justiça em nosso país. Em relação à embaixadora da Ucrânia nos Estados Unidos, tanto quanto me lembro, o nome dela era Ivanovich. Foi ótimo você ter sido o primeiro a me dizer que ela era uma péssima embaixadora porque eu concordo 100% com você. A atitude dela em relação a mim estava longe de ser a melhor, pois ela admirava o presidente anterior e estava do lado dele. Ela não me aceitaria como um novo presidente suficientemente bem.
 
Trump: Bem, ela vai passar por algumas coisas. Giuliani telefonará para você e também solicitarei ao secretário de Justiça [William] Barr que ligue e vá até o fim da questão. Tenho certeza que você vai descobrir. Ouvi dizer que o promotor foi muito maltratado e que ele era um promotor muito justo. Boa sorte com tudo. Sua economia vai ficar cada vez melhor, eu prevejo. Você tem muitos ativos. É um ótimo país. Eu tenho muitos amigos ucranianos, são pessoas incríveis.
 
Zelensky: Gostaria de dizer que também tenho muitos amigos ucranianos que moram nos Estados Unidos. Na verdade, na última vez que viajei para os Estados Unidos, fiquei em Nova York perto do Central Park e fiquei na Trump Tower11. Vou falar com eles e espero vê-los novamente no futuro. Também gostaria de agradecer o seu convite para visitar os Estados Unidos, especificamente Washington DC. Por outro lado, também quero garantir que seremos muito sérios sobre o caso e trabalharemos na investigação. Quanto à economia, há muito potencial para nossos dois países e uma das questões que é muito importante para a Ucrânia é a independência energética. Acredito que podemos ter muito sucesso e cooperar na independência energética com os Estados Unidos. Já estamos trabalhando em cooperação. Estamos comprando petróleo americano, mas tenho muita esperança de uma reunião futura. Teremos mais tempo e mais oportunidades para discutir essas oportunidades e nos conhecermos melhor. Eu gostaria de agradecer muito pelo seu apoio.
 
Trump: Ótimo. Bem, muito obrigado e eu agradeço. Vou dizer a Rudy e ao secretário Barr para ligarem. Obrigado. Sempre que você quiser vir à Casa Branca, não hesite em ligar. Dê-nos uma data e nós resolveremos isso. Estou ansioso para vê-lo.
 
Zelensky: Muito obrigado. Eu ficaria muito feliz em ir e ficaria feliz em conhecê-lo pessoalmente e conhecê-lo melhor. Estou ansioso pelo nosso encontro e também gostaria de convidá-lo para visitar a Ucrânia e vir para a cidade de Kiev, que é uma cidade linda. Temos um país bonito que gostaria de recebê-lo. Por outro lado, acredito que em setembro estaremos na Polônia12 e poderemos nos encontrar na Polônia. Depois disso, pode ser uma boa ideia viajar para a Ucrânia. Podemos pegar meu avião e ir para a Ucrânia ou pegar seu avião, que provavelmente é muito melhor que o meu.
 
Trump: Ok, podemos resolver isso. Estou ansioso para vê-lo em Washington e talvez na Polônia, porque acho que estaremos lá nesse momento.
 
Zelensky: Muito obrigado, sr. Presidente.
 
Trump: Parabéns pelo excelente trabalho que você fez. O mundo inteiro estava assistindo. Eu não tenho certeza se foi muito difícil, mas parabéns.
 
Zelensky: Obrigado, sr. Presidente, até logo.
 
Fim da conversa.

1. Zelensky foi eleito presidente da Ucrânia em abril deste ano e, assim como Trump, venceu em sua primeira disputa eleitoral. Em campanha, ambos destacaram que eram nomes de fora da política e ficaram famosos graças à TV: Zelensky é comediante, e Trump apresentou a disputa "O Aprendiz".
 
2. Trump também prometeu se posicionar contra os políticos tradicionais e dar espaço a novos nomes no governo
 
3. A Rússia foi alvo de sanções dos EUA e da União Europeia após anexar a Crimeia, que era parte da Ucrânia, em 2014.
 
4. No final de 2013, sob pressão de Moscou, o então presidente Victor Yanukovich suspendeu as negociações para que o país entrasse na UE. Isso gerou fortes protestos nas ruas, que levaram à queda de Yanukovich em fevereiro de 2014. A Rússia reagiu e, em seguida, anexou a Crimeia e incitou duas províncias a se rebelarem contra Kiev, gerando uma guerra civil que dura até hoje.
 
5. Javelins são lançadores de mísseis portáteis, que os soldados apoiam no ombro para fazer o disparo, e são capazes de destruir tanques.
 
6. A CrowdStrike é uma empresa de segurança digital que foi contratada para investigar o hackeamento do Comitê Nacional Democrata nas eleições presidenciais dos EUA de 2016, quando Trump foi eleito. Não está claro a que se refere a citação da empresa.
 
7. O procurador especial Robert Mueller fez um relatório sobre a possível interferência da Rússia nas eleições americanas de 2017. Ele não apontou que houve conspiração criminosa entre a campanha de Trump e a Rússia, recusando-se a assumir uma posição sobre se o presidente obstruiu a Justiça durante a investigação.
 
8. Rudolph Giuliani era o prefeito de Nova York durante os ataques de 11 de setembro de 2001. Atualmente, é advogado pessoal de Trump.
 
9. Hunter Biden, filho do pré-candidato à Presidência e possível rival de Trump em 2020, é integrante do conselho da Burisma, empresa de gás ucraniana, alvo de investigações na Ucrânia. 
 
10. Quando era vice-presidente dos EUA, Joe Biden pressionou a Ucrânia para despedir o procurador Viktor Shokin, que investigava a Burisma. Biden diz que seu pedido foi baseado em suspeitas de que Shokin seria corrupto.
 
11. Trump possui um prédio com seu nome na Quinta Avenida, em Nova York. Ele morava ali antes de se mudar para a Casa Branca, e o local ainda é usado como uma de suas bases
 
12. Trump marcou uma viagem à Polônia para 1º de setembro, onde participaria dos eventos que marcaram os 80 anos do início da Segunda Guerra, mas cancelou a ida em cima da hora, sob argumento de que precisava monitorar a chegada do furacão Dorian, que ameaçava a Flórida mas acabou desviando sua rota e gerou poucos danos


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.