ATAQUE Filha de Brigitte Macron rebate Guedes e lança campanha contra misoginia

Por: Correio Braziliense

Publicado em: 09/09/2019 09:39 Atualizado em: 09/09/2019 10:47

Reprodução/Twitter
Reprodução/Twitter
Tiphaine Auzière, filha da primeira-dama francesa, Brigitte Macron, fez um vídeo defendendo a mãe das declarações do ministro da Economia do Brasil, Paulo Guedes, e do presidente Jair Bolsonaro. 


No vídeo, Auzière segura uma folha de papel com uma declaração dada por Guedes na última quinta-feira (5), quando ele chamou Brigitte de "feia". 

"Estamos em 2019 e líderes políticos miram uma mulher pública por causa de sua aparência. Isso ainda existe", diz Tiphaine, sem citar o ministro brasileiro nominalmente. Em seguida, ela menciona outros casos de machismo na França. "Não estamos em posição de criticar o que acontece internacionalmente porque a França nem sempre foi isenta de críticas". diz.

Paulo Coelho pede perdão por ataques de Bolsonaro a Brigitte Macron
Auzière, que é advogada, também convida os internautas a reagirem a esse tipo de comportamento para combater comportamentos misóginos usando o slogan  "Jogue fora sua misoginia".

Declaração de Guedes
Na quinta-feira, (5), durante um encontro de empresários em Fortaleza (CE), o ministro comentou as declarações do presidente Jair Bolsonaro dirigidas à primeira-dama da França e disse que  %u201Co presidente falou e é verdade, a mulher é feia mesmo". Guedes foi aplaudido após o comentário, seguido por risadas. "Não existe mulher feia, existe mulher observada do ângulo errado", acrescentou.  

Logo depois, o ministro pediu desculpas e, em nota, o Ministério da Economia disse que não foi a intenção de Guedes "proferir ofensas pessoais". Na ocasião, ele criticava que assuntos como esse tivessem tanta relevância. 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.