Alejandro Giammattei Presidente eleito da Guatemala evitará confronto com Trump por migração

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 13/08/2019 11:50 Atualizado em:

Johan Ordonez/AFP
Johan Ordonez/AFP
O presidente eleito da Guatemala, o conservador Alejandro Giammattei, disse que não buscará confronto para chegar a soluções sobre a migração irregular com seu colega americano, Donald Trump, e espera que a relação com Washington se baseie no respeito e na reciprocidade.

"Eu serei respeitoso (com Trump) porque as relações diplomáticas são baseadas na reciprocidade", disse Giammattei em entrevista à AFP.

Ele esclareceu que fará "abordagens concretas" sobre a questão da migração com o governo dos Estados Unidos sem buscar confrontos.

"Se me tratarem bem, eu tratarei bem. Se me tratarem mal, tratarei mal. Mas essa não é a questão. O importante é não chegar ao confronto", frisou.

Giammattei venceu as eleições de domingo com 57,95% dos votos, sobre a ex-primeira dama socialdemocrata Sandra Torres, que obteve 42,05%.

O médico de direita, de 63 anos, substituirá o atual presidente Jimmy Morales no cargo por um período de quatro anos a partir de janeiro.

Giammattei disse que vê com preocupação um acordo alcançado com Washington pelo governo de Morales para a Guatemala para servir como um "terceiro país seguro" para acomodar migrantes que buscam asilo nos Estados Unidos. Segundo ele, isso deve ser discutido pelo Congresso.

Trump chegou a ameaçar a Guatemala de tributar suas exportações e remessas familiares, se o governo de Morales não assinasse o acordo. O texto foi concluído em julho e ainda não entrou em vigor.

O acordo de imigração está paralisado depois de vários recursos judiciais de setores que alegam que este país da América Central não tem capacidade, nem infraestrutura, para atender aos asilados.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.