Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

APORTE

Compesa deverá investir mais de R$ 20 bi para cumprir novo marco regulatório do sanemaneto

Publicado em: 29/12/2021 17:03

Expectativa é de que a Compesa alcance os primeiros índices de universalização em Pernambuco nos próximos cinco anos (Fernando Frazão/Agência Brasil)
Expectativa é de que a Compesa alcance os primeiros índices de universalização em Pernambuco nos próximos cinco anos (Fernando Frazão/Agência Brasil)
Apresentando uma proposta que prevê o investimento de mais de R$ 20 bilhões até 2033, a Compesa entregou na última segunda (27), à Agência de Regulação dos Serviços Públicos de Pernambuco (Arpe), a documentação exigida para o cumprimento das metas de universalização dos serviços de água e esgotamento sanitário.

A documentação que atesta a capacidade econômica da companhia para realizar o aporte financeiro, prevê que, até 2026, sejam aplicados R$ 7,4 bilhões na etapa inicial do pacote de obras, o que representa, 36% do total. Dessa forma, a Compesa poderá a alcançar os primeiros índices de universalização em Pernambuco nos próximos cinco anos.

Para tal, a companhia aprofundará, a partir do próximo mês, o diálogo com os agentes financeiros com o objetivo de desenhar operações que visem captar recursos para a execução do plano de investimentos. "Já temos cartas de financiabilidade que somam R$ 5 bilhões em créditos pré-aprovados e ainda estamos negociando novas operações de crédito até R$ 2 bilhões. Isso demonstra o claro interesse dos agentes financeiros em serem financiadores desse pacote de investimento", explicou o diretor Financeiro e de Relações com Investidores da Compesa, Ricardo Barreto.

De acordo com o diretor, esses recursos serão somados a aportes do governo do Estado, sendo suficientes para o cumprimento da meta inicial. "Os primeiros cinco anos do Novo Marco serão voltados para a recuperação de sistemas de água e esgoto, ampliação e implementação de sistemas e combate ostensivo à perdas e execução de obras nas redes de distribuição. No mesmo compasso em que se darão as negociações para captação de recursos, a companhia seguirá executando as grandes obras de infraestrutura hídrica e esgotamento sanitário, conforme determinação do governador Paulo Câmara e dos anúncios do Plano Retomada que assegura investimentos por todo o estado", explicou Barreto.

Para 2022, já dentro da previsão de investimentos para cumprimento da meta inicial, serão aplicados R$ 1,3 bilhão. "Temos grandes desafios pela frente, mas a Compesa se apresenta como uma das estatais mais preparadas no setor e com a expertise necessária para a realidade do Novo Marco Legal do Saneamento", assegurou o diretor.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Ômicron começa a recuar nos Estados Unidos
Manhã na Clube: entrevista com Paulo Pimentel, advogado tributarista e professor da ITS EDU
Segundo a ONU, 2021 foi um dos sete anos mais quentes da História
Manhã na Clube: entrevistas com Leonardo Péricles e Dr. Heitor Albanez
Grupo Diario de Pernambuco