Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

Flexibilização

Mais 58 cidades do Agreste e Sertão avançam para etapa 10

Publicado em: 14/10/2020 18:02 | Atualizado em: 14/10/2020 18:31

Bruno Schwambach afirmou que todo estado estará na etapa 11 até 9 de novembro. (Foto: Ashlley Melo/SEI/Divulgação)
Bruno Schwambach afirmou que todo estado estará na etapa 11 até 9 de novembro. (Foto: Ashlley Melo/SEI/Divulgação)

 

A partir da próxima segunda-feira, 58 municípios do Agreste e do Sertão de Pernambuco avançam para a etapa 10 do plano de flexibilização das atividades econômicas. As Gerências Regionais de Saúde (Geres) de Garanhuns, Arcoverde, Salgueiro, Petrolina e Serra Talhada poderão ampliar os eventos corporativos, sociais e culturais para até 300 pessoas ou 50% da capacidade do estabelecimento. Também fica liberado o funcionamento dos parques de diversões, parques temáticos e similares terão as atividades liberadas. Além disso, cinemas e teatros poderão ampliar a capacidade para 50%. As demais regiões permanecem na etapa que se encontram.

 

Com a nova flexibilização, as Geres se igualam com a Região Metropolitana do Recife, Zonas da Mata Norte e Sul e Caruaru. Já as Geres de Ouricuri e Afogados da Ingazeira permanecem na etapa nove. A expectativa é que o estado comece a entrar na etapa azul, a 11, considerada o novo normal, a partir do dia 26 de outubro, com todos os municípios alcançando essa fase até o dia 9 de novembro.

 

"A entrada de todo o estado na etapa 11 vai colocar em prática todas as etapas planejadas no plano de convivência, permitindo que todas as atividades econômicas tenham seu funcionamento. Mas é preciso seguir os protocolos gerais e específicos para cada setor, além das cargas específicas. Nosso plano é dinâmico e vem sendo implantado de forma gradual e, sendo possível vamos aumentando as cargas", disse Bruno Schwambach, secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco.

 

Eventos

Os eventos com até 1.500 pessoas, inicialmente, estariam liberados para acontecer a partir do dia 3 de novembro, mas o Governo de Pernambuco adiou a data para 1º de dezembro, levando em consideração ofício do Ministério Público Eleitoral. "Houve um questionamento do Ministério Público Federal sobre a liberação dos eventos entre 300 e 1.500 pessoas em novembro, na reta final da campanha, o que poderia trazer dificuldade de acompanhar todos os eventos. Então, para não haver nenhuma confusão entre o plano de convivência e a campanha eleitoral, veio a decisão de adiar. Mas já estamos recebendo as solicitações dos organizadores e vamos analisar cada uma individualmente", concluiu Schwambach. 

 

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Rhaldney Santos entrevista João Campos (PSB)
Rhaldney Santos entrevista o engenheiro Celso Cunha
Rhaldney Santos entrevista Victor Assis (PCO)
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #177 - Peixeis ósseos e cartilaginosos
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco