Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

MERCADO FINANCEIRO

Bolsa sobe 1,94% e volta ao patamar de 100 mil pontos

Por: FolhaPress

Publicado em: 14/09/2020 18:56

 (Foto: AFP / Daniel ROLAND
)
Foto: AFP / Daniel ROLAND
A Bolsa de Valores brasileira voltou a fechar acima dos 100 mil pontos nesta segunda-feira (14). Ao final da sessão, o Ibovespa, principal índice acionário do país, encerrou com alta de 1,94%, aos 100.274 pontos.

O primeiro pregão desta semana foi marcado pelo ambiente corporativo doméstico e pelo maior otimismo nos mercados internacionais, diante de sinais de avanço no desenvolvimento de uma vacina contra o coronavírus e notícias sobre fusões e aquisições no exterior - como a compra do braço americano do TikTok pela Oracle.

Por aqui, os investidores também mantiveram o ambiente macroeconômico e corporativo no radar, colocando os holofotes nos papéis da Yduqs.

Nesta segunda-feira, a companhia divulgou um comunicado aos seus acionistas no qual afirmava que tinha condições de apresentar uma proposta concorrente para aquisição do Grupo Laureate Brasil, dono de faculdades como Anhembi Morumbi e FMU.

No domingo (13), a Ser Educacional já havia anunciado a compra da companhia por R$ 4 bilhões.

As ações da Yduqs dispararam 7,96% e ficaram entre as mais negociadas da B3 nesta segunda-feira, cotadas em R$ 30,11.

"Enquanto lá fora as empresas techs subiram após a última semana e com o ânimo ante a retomada dos testes da vacina AstraZeneca, por aqui foi divulgado o IBC-Br [índice de atividade econômica do Banco Central], com alta de 2,15%. Os economistas também ampliaram as previsões para o IPCA", afirmou a analista de ações da Spiti Corretora, Cristiane Fensterseifer.

No exterior, o S&P 500 e o Dow Jones encerraram com altas de 1,27% e 1,18%, respectivamente. O índice de tecnologia Nasdq, por sua vez, fechou com ganhos de 1,87%, enquanto o Euro Stoxx 50, principal índice europeu, subiu 0,03%.

O dólar, por sua vez, veio abaixo dos R$ 5,30. Nesta segunda, a moeda americana teve uma desvalorização de 1,12% ante o real, para R$ 5,2760.

O desempenho da divisa também refletiu o maior otimismo mundial em relação à vacina contra a Covid-19. Os investidores também esperam pela reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed, banco central dos Estados Unidos) e pela nomeação de um novo primeiro-ministro japonês, eventos que devem acontecer ainda nesta semana.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Rhaldney Santos entrevista o candidato à prefeitura do Recife Carlos de Andrade Lima (PSL)
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #164 Atrópodos: a importância da quitina
Pernambuco investe R$ 47,2 milhões na agricultura familiar
Rhaldney Santos entrevista o ortopedista Leonardo Silveira
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco