Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Economia

Qualificação

Edital será lançado em setembro para reforma do Centro de Convenções

Publicado em: 29/08/2020 10:00 | Atualizado em: 28/08/2020 19:04

Montante de R$ 3,2 milhões é para piso e outras obras.  (Foto: Visit Recife/PCR/Divulgação)
Montante de R$ 3,2 milhões é para piso e outras obras. (Foto: Visit Recife/PCR/Divulgação)

Um edital no valor de R$ 3,2 milhões será lançado em setembro para que seja realizada uma obra de requalificação no Centro de Convenções de Pernambuco. O valor contempla o piso do pavilhão e também outras pequenas reformas para tornar o equipamento mais competitivo regionalmente. A obra deve ter início no final do ano e, ainda que o cronograma não tenha sido detalhado, deve durar cerca de quatro meses. Além disso, está sendo tratada, em paralelo, a questão da Parceria Público-Privada do Centro de Convenções. A expectativa é que a consulta pública seja lançada no meio do próximo ano.

Segundo Rodrigo Novaes, secretário de Turismo de Pernambuco, o investimento é necessário para manter o Centro de Convenções de Pernambuco, que completou 41 anos em março passado, competitivo em relação a outros equipamentos do Nordeste. "Essa reforma é necessária para que a gente esteja à frente na região como polo de turismo de negócios. Temos um equipamento funcional e importante, o melhor do Nordeste. Mas que ficou antigo e precisa de uma requalificação. Vamos fazer as pequenas intervenções na medida do que é possível. Bahia e Ceará fizeram investimentos e precisamos também para nos manter competitivos", explica.

O secretário cita os equipamentos de Salvador, inaugurado em janeiro, com área de 103 mil metros quadrados e investimento de R$ 130 milhões por parte do município, e de Fortaleza.
Em paralelo à preparação para a requalificação do Centro de Convenções de Pernambuco também está sendo tocado o projeto para a Parceria Público-Privada. Uma consultoria foi contratada em fevereiro deste ano, com contrato de R$ 497,5 mil, para realizar o estudo de viabilidade técnica, socioambiental, econômica e jurídica, com expectativa de conclusão em um prazo de um ano. "Estamos na fase da elaboração do projeto e a previsão é que em junho do próximo ano seja lançada a consulta pública", afirma Rodrigo Novaes.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Ministério da Saúde autoriza volta parcial da torcida na Série A
Resumo da semana: acidente em Boa Viagem, aulas liberadas e reinauguração do Geraldão
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #101 Actina e Miosina
Rhaldney Santos entrevista advogada Rafaella Simonetti do Valle
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco