Pernambuco.com
Pernambuco.com
Notícia de Divirta-se

PREMIAÇÃO

Netflix quer fazer história no Emmy com 'The Crown'

Por: AFP

Publicado em: 17/09/2021 18:22

 (Foto: Divulgalção/Netflix)
Foto: Divulgalção/Netflix
A Netflix parece muito perto de concretizar o sonho de vencer o maior prêmio da televisão: no próximo domingo (19) "The Crown" é a favorita de muitos para vencer na categoria série dramática do Emmy, mas terá que superar outra produção adorada pelo público, "The Mandalorian".

Apesar de ter revolucionado o mundo da televisão desde seu lançamento em 2007, a Netflix, líder do streaming, nunca venceu um Emmy nas categorias de melhor drama, comédia ou minissérie.

"Com 'The Crown' parece que finalmente chegou a hora. Será a primeira grande vitória de uma série para a Netflix", declarou à AFP Clayton Davis, editor de prêmios da revista Variety.

Além do drama da família real britânica, que em sua quarta temporada retrata o difícil casamento da princesa Diana e do príncipe Charles, a gigante do streaming também tem grandes chances de vitória com a popular "The Queen's Gambit" ("O Gambito da Rainha").

Com Anya Taylor-Joy no papel de uma jovem prodígio do xadrez que enfrenta várias dificuldades, a produção provocou o aumento nas vendas de tabuleiros de xadrez no mundo e é considerada a favorita para levar o prêmio de melhor minissérie.

Se triunfar com outras indicadas, como a série de época "Bridgerton" e o documentário sobre a natureza "David Attenborough: A Life on our Planet", além de outros 34 prêmios Emmy que já faturou em categorias técnicas anunciadas antes da cerimônia, a Netflix pode bater um recorde. 

"O que estamos vendo é a Netflix finalmente conseguindo. Eles sempre foram bem com as indicações, mas nunca nas categorias principais", afirmou o colunista do Deadline Pete Hammond.

"Isto é um ponto de mudança para eles", disse à AFP.

Se alguém pode estragar a festa é a Disney+, que com apenas dois anos no mundo do streaming trouxe para a disputa personagens amados dos universos de "Star Wars" e dos filmes da Marvel.

Baby Yoda e companheiros ajudaram "The Mandalorian" a igualar o número de indicações de "The Crown".

Outra que chega com muita força na categoria drama é a série "Pose", protagonizada por Billy Porter e que retrata a cena cultural LGBTQ de Nova York nos anos 1980. A série organizou uma grande campanha para o Emmy em sua temporada final. 

Entre as séries de comédia, a grande favorita é o fenômeno "Ted Lasso", da Apple TV , incluindo Jason Sudeikis como melhor ator por seu papel de técnico de futebol americano que assume o comando de uma equipe de futebol na Inglaterra.

Entre as minisséries, "WandaVision", também da Disney , superou as expectativas da crítica. 

Nesta categoria, a HBO também marca presença e tem chances de vitória com "Mare of Easttown", protagonizada por Kate Winslet, e com a produção britânica "I May Destroy You".

Ao contrário da cerimônia do ano passado, que aconteceu antes das vacinas contra a covid-19 e foi praticamente virtual, desta vez a premiação terá a presença de 500 convidados em um auditório aberto, com uma série de precauções para evitar a propagação do coronavírus.

O apresentador da festa será o comediante Cedric the Entertainer.

Mas com a variante delta ainda dificultando as viagens, alguns indicados de outros países, incluindo o elenco de "The Crown", devem participar da premiação de maneira remota de Londres. 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Morreu James Michael Tyler, o Gunther de Friends
Manhã na Clube: entrevistas com Alberes Lopes, Antônio César Cruz e Almir Reis
Destaque do Náutico, meia Jean Carlos completa 100 jogos com a camisa alvirrubra
Baixas na equipe de Guedes
Grupo Diario de Pernambuco