Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
COLUNAS
EMPREENDEDORISMO SOCIAL A força do Propósito

Por: Fábio Silva

Publicado em: 29/04/2019 07:52 Atualizado em:

Foto: Arquivo/DP
Foto: Arquivo/DP
É o título deste mês de uma das revistas mais importantes do País sobre carreira, negócios, empreendedorismo - a revista EXAME.

A matéria traz aquilo que fez o empreendedorismo social nascer: trabalhar com algo que faça sentido, que traga felicidade, além do produzir, receber salário, cumprir metas e liderar pessoas. 

Cientistas apontam que enxergar significado no próprio trabalho - algo cada vez mais escasso em todo o mundo, torna as pessoas mais saudáveis e produtivas. E é o caminho para uma vida plena.

Nas páginas da matéria é possível ver vários testemunhos de pessoas (famílias) que relatam a felicidade, o propósito ao mudarem de carreira, de estilo de trabalho, de chefe, de seguimento, de grandes centros urbanos.

Alguns relataram que ouviam falar sobre o termo “propósito” enquanto estavam se tornando profissionais, mas seus corações estavam focados na carreira, no sucesso, nas metas. Algo que empolga o mercado e as universidades, mas não preenche corações. A felicidade na carreira que só ocorre quando o termo “propósito” deixa de ser um jargão para se tornar um estilo de vida. Mariana Teixeira, uma das entrevistadas, conta que decidiu ganhar menos, fugir de uma carreira meteórica como CEO numa grande empresa no seguimento das telecons, para ser consultora de carreiras. Orientar pessoas sobre o propósito de cada uma delas.

Ao ler a matéria, lembrei muito da minha trajetória no empreendedorismo social. Como foi difícil explicar para amigos e família que eu precisava viver algo diferente profissionalmente do que a odontologia, na época, me entregava. 

Ao falar que gostaria de ter uma vida com mais propósito, me taxavam como louco, irresponsável. Afinal, “você está bem e sua carreira é um sucesso”. Mas, mesmo assim, os conselhos de todos para que eu “aquietasse o facho”, não diminuía em nada meus sonhos de viver trabalhando com algo feliz. Dez anos se passaram da minha decisão de deixar de ser um grande CEO para ser um empreendedor social, e como valeu a pena. Eu estava certo. Hoje, ganho 1/4 do que ganhava antes, mais sou 1.000 vezes mais feliz do que era. A vida agora faz sentido, porque eu consigo viver com propósito. 

Por esta trajetória pessoal, entendo os testemunhos que li na revista. Hoje, diariamente gasto parte do meu tempo ouvindo pessoas que estão cansadas, enfadadas do mercado, das agendas, da rotina e sempre busco ter muito atenção a elas. Afinal, estão sofrendo. Mas, o grande consolo é refletir que os dramas que vivi 10 anos atrás, hoje é comum a muitas pessoas. Ninguém toma mais um susto quando você diz que quer buscar novos ares na carreira, propósito pessoal e um coração feliz. Na verdade, na verdade estamos achando estranho hoje quem não sente estás inquietações.

Se estes questionamentos te visitam com certa frequência, você foi afetado pelo tal “propósito de vida”. Então, eu te daria apenas uma primeira sugestão: tenha calma! A calma faz ouvirmos as vozes certas para nos aconselhar, faz a nossa família se sentir menos insegura e nos apoiar, nos faz planejar melhor as mudanças que vão vir, nos faz entender que não virá pela frente um tempo de confusão pessoal e sim de grande oportunidade para encontrarmos o propósito e a tal felicidade. É possível! Torço por você! Você merece ser feliz! Na vida e na carreira!
 


Menino utiliza tablet do mostruário de loja para fazer uma tarefa escolar
Sobre Vidas: Natanael Ramos e Gil Sormany
Salão de Tóquio: Mitsubishi 2020
Crochê, tricô, bordados e aplicações
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco