Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de DP+Ciência

VACINA

Coronavac: dose de reforço aumenta mais de 12 vezes o nível de anticorpos

Publicado em: 25/11/2021 18:20 | Atualizado em: 25/11/2021 18:50

Estudo constatou que aumento de anticorpos ocorre em quem tomou duas doses do imunizante há pelo menos cinco meses (Instituto Butantan/Divulgação)
Estudo constatou que aumento de anticorpos ocorre em quem tomou duas doses do imunizante há pelo menos cinco meses (Instituto Butantan/Divulgação)
O estudo "A booster dose of an inactivated vaccine increases neutralizing antibodies and T cell responses against SARS-CoV-2" ("Uma dose de reforço de uma vacina inativada aumenta os anticorpos neutralizantes e as respostas das células T contra a SARS-CoV-2", em tradução livre), foi publicado no dia 17 de novembro. Nele, pesquisadores chilenos, estadunidenses e chineses constataram que a dose de reforço da CoronaVac aumenta em mais de 12 vezes o nível de anticorpos de quem tomou as duas doses do imunizante há pelo menos cinco meses.

A publicação foi realizada com 129 voluntários que receberam a primeira dose da CoronaVac de janeiro a março de 2021, e a segunda com um intervalo de 28 dias. Depois de cinco meses, os voluntários tomaram a dose de reforço. 77 voluntários apresentaram a capacidade de neutralização de anticorpos.

Em voluntários adultos entre 18 e 59 anos de idade, a capacidade de neutralização dos anticorpos atingiu o pico quatro semanas após a dose de reforço. Em comparação aos cinco meses após a segunda dose, o número aumentou mais de 18 vezes. Quando comparados com os números de duas semanas após a segunda dose, os níveis registrados aumentaram mais de quatro vezes. 

Em apenas quatro semanas após a segunda dose, a soropositividade no grupo chegou a 100%. Normalmente, na imunização contra a covid em duas doses, separadas em 28 dias, o pico na capacidade de neutralização de anticorpos é atingido duas semanas após a segunda dose.

Já nos maiores de 60 anos, que correspondiam a 53,2% dos voluntários, os pesquisadores observaram que após a dose de reforço houve um crescimento de mais de nove vezes na capacidade neutralizante quando comparado ao analisado cinco meses após a segunda dose.
TAGS: vacina | coronavac | dose | de | reforço |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube: entrevistas com Alberto Feitosa (PSC), Márcia Horowitz e Andreia Rodrigues
Justiça por Beatriz: pais organizam peregrinação de 720 km para cobrar solução de assassinato
Pessoas que já tiveram covid podem adoecer novamente devido à ômicron
Reino Unido aprova mais um medicamento contra Covid-19
Grupo Diario de Pernambuco