CRESCIMENTO

Incêndios na Amazônia brasileira aumentaram em julho

Por: AFP

Publicado em: 01/08/2022 14:50

 (crédito: Ed Alves/CB/D.A Press
)
crédito: Ed Alves/CB/D.A Press
O número de incêndios florestais na Amazônia brasileira aumentou 8% em julho em comparação com o mesmo mês do ano passado - revelam dados oficiais divulgados nesta segunda-feira (1).

No mês passado, os satélites do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) detectaram 5.373 focos de incêndio nessa região, contra 4.977 em julho de 2021.

Este número é ligeiramente superior ao de 2019 (5.318) e menor que o de 2020 (6.803), para um mês propenso a incêndios, devido ao início da estação seca.

Desde o início do ano, foram detectados 12.906 incêndios, o que representa um aumento de 13% em relação aos sete primeiros meses de 2021.

"Este é só o início do verão Amazônico, estação com menos chuvas e umidade, onde infelizmente a prática de queimadas e incêndios florestais criminosos explodem", disse o porta-voz da Amazônia do Greenpeace Brasil, Rômulo Batista.
 
Nesta época, há queimadas "nas áreas que foram derrubadas recentemente e deixadas para secar, ou mesmo queimando áreas de florestas que já foram degradadas pela extração ilegal de madeira", acrescentou.

Batista afirmou que, além de destruir a biodiversidade, a fumaça dos incêndios também afeta a saúde da população local.

Os meses mais devastadores dos incêndios florestais na Amazônia costumam ser agosto e setembro.

O Greenpeace publicou fotos aéreas de grandes incêndios florestais na semana passada durante um voo sobre o estado amazônico de Rondônia.

O Brasil registrou um desmatamento recorde no primeiro semestre do ano, com quase 4.000 km2 queimados. Este foi o maior registro desde que o Sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real (Deter) começou a contabilizar os danos, em 2016.

O número representa um aumento de 10,6% em comparação com o mesmo período de 2021.
 
O presidente Bolsonaro, que busca a reeleição na eleição presidencial de outubro, é frequentemente criticado por suas políticas ambientais.

Os dados oficiais mostram que, desde que assumiu o cargo, em janeiro de 2019, o desmatamento médio anual na Amazônia aumentou 75% em comparação com a década anterior. 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL

Anvisa discute liberação da vacina infantil para seis meses a quatro anos

18/08/2022 às 19h31

Brasil é o 5º país com mais casos da varíola do macaco

18/08/2022 às 19h24

Colisão mata sete pessoas em Piracanjuba, entre elas duas crianças

18/08/2022 às 14h40

STF decide que profissionais de saúde vítimas da Covid devem ser reparados

18/08/2022 às 14h35

Menino de 2 anos entra em máquina de pegar pelúcias no Rio

18/08/2022 às 13h20

Sorvetes Häagen-Dazs são recolhidos por suspeita de substância tóxica

18/08/2022 às 12h48

Celular explode enquanto criança assistia a vídeo no Ceará

18/08/2022 às 12h34

Quatro pessoas são presas com uma tonelada de cabos de cobre

18/08/2022 às 10h44

Fontes renováveis na matriz energética devem aumentar em 2022, diz MME

18/08/2022 às 10h02

Sérvia e Kosovo mantêm diálogo sob a égide da UE

18/08/2022 às 09h48

Serviços no Rio ainda não foram normalizados após ataque de hacker

18/08/2022 às 09h36

Termina nesta quinta-feira prazo para pedir voto em trânsito

18/08/2022 às 09h05

Cinco estados tiveram mais de 20 mil ações policiais durante pandemia

18/08/2022 às 09h02

Pensão atrasada: mãe de Eliza Samúdio fala sobre decreto de prisão de Bruno

17/08/2022 às 22h48

OMS investiga se rápida propagação da varíola do macaco se deve a mutações

17/08/2022 às 22h44

Desmatamento na Amazônia Legal bate recorde dos últimos 15 anos

17/08/2022 às 22h40

Confira o resultado do concurso 2511 da Mega-Sena; prêmio é de R$ 3,1 milhões

17/08/2022 às 22h36

Brasil tem 247 mortes e 21.927 mil casos de Covid-19 em 24 horas

17/08/2022 às 19h46