Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

SERGIPE

Irmã de Genivaldo implorou para que policiais parassem de agredi-lo

Publicado em: 15/06/2022 16:15

 (crédito: Reprodução/Vídeo/Rede Sociais
)
crédito: Reprodução/Vídeo/Rede Sociais
A irmã de Genivaldo de Jesus dos Santos, morto por agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em uma abordagem em Sergipe, relatou à Comissão de Direitos Humanos do Senado nesta terça-feira (14) que implorou para que os policiais parassem com a agressão e que chegou a ser ameaçada por eles.

Aos senadores, Demarise de Jesus Santos contou que chegou ao local quando as agressões ainda estavam ocorrendo, já que mora perto. Genivaldo foi colocado dentro do porta-malas da viatura com gás lacrimogênio e spray de pimenta. Ele morreu intoxicado ainda no caminho para o hospital.

"Eu pedi, implorei bastante. Eles "se afasta", colocou a mão na cintura, já querendo atirar", relatou aos senadores.

A Comissão do Senado está no estado para apurar o que aconteceu naquele dia 25 de maio, na cidade de Umbaúba. Segundo laudo do Instituto Médico Legal (IML), a morte de Genivaldo foi causada por asfixia mecânica e insuficiência respiratória aguda.

Genivaldo era esquizofrênico e tomava remédios controlados. Os policiais o abordaram porque ele estava trafegando de moto sem capacete.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) abriu um procedimento disciplinar para averiguar a conduta dos policiais envolvidos, que foram afastados de suas atividades. Nesta segunda (13/6), a Justiça Federal em Sergipe negou o pedido de prisão preventiva dos três policiais envolvidos na ação.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Manhã na Clube: entrevistas com Isaltino Nascimento (PSB), Dr. Luiz Mário e  Pedro Silveira
Nova presidente da Caixa toma posse e anuncia primeiras medidas
Manhã na Clube: entrevista com o ex-ministro e pré-candidato ao senado, Gilson Machado
Suspeito de ataque a tiros com seis mortos é detido nos EUA
Grupo Diario de Pernambuco