Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

CONCURSO

Concurso da Receita Federal é autorizado com 699 vagas para auditor e analista

Publicado em: 13/06/2022 10:58

 (Foto: Agência Brasil)
Foto: Agência Brasil
Após quase dez anos sem realizar uma seleção pública, o concurso da Receita Federal está oficialmente autorizado. O documento que autoriza o certame foi publicado no Diário Oficial da União, nesta segunda-feira (13/6).

Segundo a portaria autorizativa, serão oferecidas 699 vagas para analistas e auditores. O quantitativo de vagas será distribuído da seguinte forma:

Cargos:
 
Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil: 
Escolaridade:  Nível Superior
Remuneração:  R$ 21.487,09
Vagas 230
 
Analista-Tributário da Receita Federal do Brasil
Escolaridade:  Nível Superior
Remuneração:  R$ 12.142,39
Vagas 469
 
 
Além do longo tempo sem editais publicados, o concurso da Receita Federal chama  a atenção dos concurseiros por causa das remunerações e benefícios. Para o cargo de auditor, por exemplo, a remuneração atual é de R.487,09 já somada com o auxílio-alimentação de R.

Já a carreira de analista oferece remuneração mensal de R.142,39. Todos os selecionados serão contratados pelo regime estatutário, que assegura a estabilidade empregatícia.

Os interessados em uma vaga na Receita Federal devem ter o nível superior em qualquer área. Além desses, há ainda outros requisitos, como:

  • ter sido aprovado e classificado no concurso, na forma estabelecida em edital;
  • ter nacionalidade brasileira; no caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento do gozo dos direitos políticos, na forma do disposto no art. 13 do Decreto n. 70.436, de 18/04/1972;
  • gozar dos direitos políticos;
  • estar quite com as obrigações eleitorais;
  • estar quite com as obrigações do Serviço Militar, para os candidatos do sexo masculino;
  • ter idade mínima de 18 anos;
  • ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições do cargo, comprovadas por junta médica oficial;
  • apresentar declaração de bens com dados até a data da posse;
  • apresentar outros documentos que se fizerem necessários, à época da posse.
  •  

Prazo entre edital e provas
A Receita Federal conta com uma grande quantidade de cargos vagos e não realiza concursos públicos há anos. Para o cargo de analista, o último certame foi em 2012. Já para auditor,o último edital foi publicado em 2014.

Por isso, a portaria que autoriza o certame é assinada pelo Ministério da Economia, que também acatou o pedido feito pela Receita Federal para que haja uma redução do prazo entre edital e provas.

“Parágrafo único. Fica autorizada a redução, para dois meses, do prazo de antecedência mínima entre a publicação do edital de que trata o caput e a realização da primeira prova do certame.”

O prazo inicial para esse tipo de tramitação é de quatro meses. No entanto, devido a urgência das contratações, o aval foi concedido e o tempo reduzido. Com isso, as provas podem ser aplicadas ainda esse ano. 

Último concurso
O último edital publicado pela Receita Federal foi em 2014, para o cargo de auditor-fiscal. Na época, a Escola de Administração Fazendária – ESAF foi a banca organizadora e o edital ofertou 278 vagas.

Os candidatos foram submetidos a provas objetivas e discursivas, além de sindicância de vida pregressa. Na época, a prova objetiva contou com 140 questões, sendo 70 de Conhecimentos Gerais e 70 de Conhecimentos Específicos.

Já para a carreira de analista, a última seleção ocorreu em 2012. A prova objetiva foi composta por 135 questões, sendo 75 de Conhecimentos Básicos e 60 de Conhecimentos Específicos .

Os candidatos também passaram por avaliação dissertativa e a uma etapa de sindicância de vida pregressa.

INSS também é autorizado
 
O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) recebeu autorização do Ministério da Economia para a realização de um novo concurso público. A informação foi divulgada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (13/6). De acordo com o documento, o aval é para o provimento de 1.000 cargos de técnico do Seguro Social do quadro de pessoal do Instituto. O valor do salário oferecido ainda não foi divulgado.

 O provimento dos cargos dependerá de prévia autorização do Ministério da Economia, e está condicionado:

I – à existência de vagas na data de publicação do edital de abertura de inscrições para o concurso público;

II – à declaração do ordenador de despesa responsável, quando do provimento dos cargos, sobre a adequação orçamentária e financeira da nova despesa à Lei Orçamentária Anual e sua compatibilidade com a Lei de Diretrizes Orçamentárias, demonstrando a origem dos recursos a serem utilizados.

A portaria informa ainda que a responsabilidade pela realização do concurso será do Presidente do Instituto Nacional do Seguro Social, a quem caberá editar as respectivas normas, mediante a publicação de editais, portarias ou outros atos administrativos necessários.

O prazo para a publicação do edital de abertura do concurso público será de seis meses, contado a partir da publicação desta segunda (13), ou seja, até dezembro de 2022.
TAGS: vaga | concurso |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Nova presidente da Caixa toma posse e anuncia primeiras medidas
Manhã na Clube: entrevista com o ex-ministro e pré-candidato ao senado, Gilson Machado
Suspeito de ataque a tiros com seis mortos é detido nos EUA
Manhã na Clube: entrevistas com o pastor Wellington Carneiro e Alexandre Castelano
Grupo Diario de Pernambuco