Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

SANTOS

'Maníaco da Peruca' é condenado a 60 anos de prisão por assassinatos em série

Publicado em: 13/05/2022 16:50

 (crédito: Reprodução)
crédito: Reprodução
O Tribunal do Júri de Santos, no litoral de São Paulo, condenou, nesta quinta-feira (12), o dentista Flávio Nascimento Graça, 39 anos, a 60 anos de prisão pela morte de três irmãos e duas tentativas de homicídio.

Flávio ficou conhecido como "maníaco da peruca" por usar o acessório para atacar as vítimas entre 2014 e 2015.

Ele foi apontado como o autor de três homicídios dolosos (quando há a intenção de matar) dos donos de uma clínica odontológica na Baixada Santista. Ele ainda foi condenado pela tentativa de homicídio do sobrinho de uma das vítimas e uma funcionária da clínica, que tinha trabalhado para ele.

O crime teria sido motivado por vingança depois que as vítimas abriram uma clínica na mesma rua em Graça já tinha uma outra empresa, o que teria ocasionado a perda de clientela e, em consequência, a falência. 

O "maníaco da peruca" estava preso desde 2018 na Penitenciária José A. C. Salgado, a P-II de Tremembé, no interior paulista.

A defesa de Flávio alegou que ele não tinha plena consciência, capacidade e entendimento em relação aos crimes. Porém, o júri entendeu que ele é imputável, ou seja, sabia o que estava fazendo.

A primeira vítima foi o empresário Agilson Corrêa que foi baleado na cabeça ao sair da clínica em dezembro de 2014. Cerca de sete meses depois, Aldacy Corrêa de Carvalho também foi morta ao deixar uma das unidades. Na mesma ocasião, Arnaldo Corrêa de Carvalho também foi baleado e morreu quatro meses depois.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Manhã na Clube: entrevista com Maria Zilá Passo, advogada especialista em direito da saúde
Fechamento de escolas durante pandemia pode gerar prejuízos por décadas no Brasil
Cada vez mais brasileiros procuram a medicina tradicional chinesa
Manhã na Clube: entrevistas com Bruno Rodrigues e Débora Almeida
Grupo Diario de Pernambuco