Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

SÃO PAULO

Pinacoteca Contemporânea de São Paulo deve ficar pronta em novembro de 2022

Publicado em: 29/11/2021 20:59

 (Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil)
Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil
O prédio da Pinacoteca Contemporânea, extensão da Pinacoteca de São Paulo, deverá estar pronto em novembro do ano que vem. O edifício, cujas obras tiveram início nesta semana, será o terceiro do grupo, atualmente formado pela Pinacoteca Luz e pela Pinacoteca Estação. As informações são do governo de São Paulo.

Assim como os outros dois prédios da Pinacoteca de São Paulo, a nova unidade também ficará na região central da cidade, onde funcionava, até 2014, a Escola Estadual Prudente de Moraes, na avenida Tiradentes, próxima às estações de trem e metrô Luz. 

Orçada em aproximadamente R$ 85 milhões, a construção da Pina Contemporânea, como é chamada, será custeada pela iniciativa privada e pelo governo de São Paulo, que arcará com R$ 55 milhões. O local terá potencial para atender até 1 milhão de visitantes por ano.

A nova unidade terá duas galerias para exposições de obras de diversos portes e um centro para atividades socioeducativas. O local também terá uma área de serviços, com restaurante, loja e espaços comuns para livre circulação do público. Será construído ainda o Jardim da Arte, que vai conectar o prédio da Pinacoteca Luz com o novo edifício.

“Com as novas galerias, o museu terá mais espaço e flexibilidade para expor as mais de 10 mil obras da sua coleção, inclusive aquelas de grande porte, além de receber obras de artistas internacionais, reafirmando a missão da pinacoteca de ser um museu de arte brasileira em diálogo com as culturas do mundo”, destacou o diretor-geral da Pinacoteca de São Paulo, Jochen Volz.

A pinacoteca conta atualmente com mais de 10 mil peças, trabalhos de autoria de importantes artistas brasileiros como Anita Malfatti, Lygia Clark, Tarsila do Amaral, Almeida Júnior, Pedro Alexandrino, Candido Portinari e Oscar Pereira da Silva.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Zuri: 11 anos, multiinstrumentista, compositor e prodígio da música faz campanha para comprar violão
Bolsonaro cancela visita à Guiana devido à morte de sua mãe
Manhã na Clube: entrevista com Padre Arlindo
Ômicron começa a recuar nos Estados Unidos
Grupo Diario de Pernambuco