Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

MARIA DA PENHA

Operação conjunta prende 14 mil pessoas por violência doméstica

Publicado em: 24/09/2021 08:07

 (Foto: Kleber Sales/CB/D.A Press)
Foto: Kleber Sales/CB/D.A Press
O Ministério da Justiça e Segurança Pública, por meio da Secretaria de Operações Integradas (Seopi), realizou uma operação conjunta entre estados, Distrito Federal e União para reforçar o atendimento e aprimorar a proteção às mulheres que sofrem violência doméstica no Brasil. Intitulada de Maria da Penha, mesmo nome da lei que garante a punição aos agressores nesses casos, a primeira fase da operação durou um mês e atendeu pouco mais de 127 mil mulheres, o que resultou em aproximadamente 14 mil pessoas presas por violência doméstica, descumprimento de medidas protetivas e demais crimes contra a mulher.

O Ministério Público e o Poder Judiciário também participaram da operação e efetivaram 40 mil medidas protetivas de urgência, cerca de 35 mil diligências policiais e 37 mil inquéritos. “A Operação veio para reforçar o atendimento às mulheres, possibilitando acesso facilitado aos casos de urgência e intensificando o acompanhamento de mulheres assistidas pelos programas de prevenção à violência doméstica e familiar, além de coletar dados para fomentar políticas públicas voltadas ao tema”, afirmou o ministro Anderson Torres.

Além do objetivo geral, a intenção também foi realizar um melhor detalhamento dos dados coletados na questão da violência contra a mulher no país. Desse modo, o ministério pôde entender, por exemplo, por onde as denúncias são mais recebidas, se os profissionais estão capacitados para atender as mulheres, e quais são os tipos de crimes mais cometidos, entre outros fatores. Para Torres, somente uma coleta integrada de informações, e de âmbito nacional, poderia ser capaz de fomentar a criação de políticas públicas eficientes. Portanto, num segundo passo, serão avaliadas melhorias efetivas no combate à violência contra as mulheres.

A operação foi realizada em uma parceria do governo federal, com estados, municípios e o Distrito Federal. Os governos regionais disponibilizaram 108 mil profissionais dos corpos policiais militares e civis — especializados ou não. Aliás, foi a primeira vez que oficiais de Justiça tiveram apoio exclusivo de policiais para entregar mandados e cumprir medidas protetivas — normalmente a ação acontece somente mediante solicitação do Poder Judiciário. Ao todo, foram 391 acompanhamentos.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Morreu James Michael Tyler, o Gunther de Friends
Manhã na Clube: entrevistas com Alberes Lopes, Antônio César Cruz e Almir Reis
Destaque do Náutico, meia Jean Carlos completa 100 jogos com a camisa alvirrubra
Baixas na equipe de Guedes
Grupo Diario de Pernambuco