Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

PANDEMIA

Ministério da Saúde não tem sistema para monitorar lotação das UTIs no país

Publicado em: 09/07/2021 13:48

 (crédito: Edílson Rodrigues/CB/D.A Press)
crédito: Edílson Rodrigues/CB/D.A Press
Com o avanço da Covid-19, especialmente, na segunda onda da doença, que atingiu o país neste ano, os sistemas de saúde dos estados foram entrando em colapso sequencialmente. O desastre se tornou ainda pior em razão da ausência de um sistema de monitoramento em tempo real da situação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pelo governo federal.

A condução da crise é feita às cegas pelo Executivo, que depende do repasse de informações dos estados e municípios para saber a real situação do sistema hospitalar público e privado. Mesmo durante a pandemia, com um aumento estrondoso da demanda por leitos, o Ministério da Saúde permanece sem ferramentas de monitoramento e se resume a preencher tabelas com as informações recebidas voluntariamente. De acordo com dados do sistema Localiza SUS, somente em 2021 foram autorizados 25.569 leitos de UTI covid, ao custo de R$ 8,5 bilhões.

Não existem mecanismos ou equipes que se deslocam aos estados para fiscalizar a utilização dos leitos, a vacância e até o bloqueio por conta de problemas técnicos ou falta de equipes. O impacto pode ocorrer também nos cofres da União, pois os recursos para custear os leitos são repassados aos governos locais após o ministério ser informado sobre o uso do espaço.

Procurado pelo Correio, o Ministério da Saúde informou "que o monitoramento da taxa de ocupação de leitos de UTI Covid-19 é feito por meio do registro obrigatório de uso pelos estados e municípios por meio do e-SUS notifica". A pasta destaca que "cabe esclarecer que os recursos para os custeio desses leitos pelo ministério é repassado após a comprovação de uso da unidade intensiva, o que obriga os entes federados a informarem a ocupação dos leitos".

"A fiscalização dos leitos de UTI Covid-19 é realizada de forma sistemática pela equipe técnica responsável, utilizando-se dos dados inseridos pelos gestores de saúde locais, bem como de todos os estabelecimentos hospitalares SUS (referências para atendimento COVID-19), nos sistemas oficiais da Pasta", completa a pasta.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Terceira dose de vacina anticovid começa a ser aplicada em Israel para aumentar imunidade
Manhã na Clube: entrevistas com coronel Luiz Meira (PTB), Regina Sales e Maria Dulce
Manhã na Clube: entrevistas com José Maria Eymael, Rodrigo Floro e Chico Kiko (PP)
Leão se afasta de parque onde vive solto e assusta moradores de cidade africana
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco