Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Brasil

REMÉDIO VENERADO

Manifestantes prestam continência a caixa de cloroquina; imagem viraliza

Publicado em: 26/03/2021 13:46

Manifestação reuniu cerca de 100 pessoas em frente à prefeitura de São Leopoldo (RS) (Foto: Reprodução internet)
Manifestação reuniu cerca de 100 pessoas em frente à prefeitura de São Leopoldo (RS) (Foto: Reprodução internet)
Uma imagem de um grupo manifestantes prestando continência a uma caixa figurativa do remédio cloroquina está viralizando nas redes sociais. O registro foi feito na tarde desta quinta-feira (25), durante um protesto em defesa do tratamento precoce da Covid-19 e contra o lockdown, ocorrido em São Leopoldo, no Rio Grande do Sul.

Cerca de 100 pessoas, vestidas com as cores da bandeira brasileira, se reuniram em frente à prefeitura da cidade. Segundo o "Jornal NH", além de carregarem uma caixa gigante do medicamento e cartazes, os participantes autonomearam-se como "Faxina da Prefeitura" e, simbolicamente, com vassouras, água e sabão, 'limparam' a calçada do local. 

Além da defesa do uso de remédios, ainda sem eficácia comprovada de benefício ou prevenção da Covid-19, os manifestantes também protestaram pela volta às aulas presenciais nas escolas da cidade e contra o lockdown como medida de prevenção do vírus.  

O "Jornal NH" ainda informa que, após os manifestantes fazerem um minuto de silêncio em homenagem às vítimas do coronavírus, disseram que esse cenário "poderia ser evitado se estivéssemos com o uso do tratamento precoce".

De acordo com o boletim epidemiológico da prefeitura de São Leopoldo, a cidade confirmou 73 casos e 13 mortes por Covid-19, entre os dias 13 e 24 de março. Ao todo, até o momento, 396 foram vítimas da doença.

Prefeito quer lockdown
No último sábado (20), o prefeito de São Leopoldo, Ary Vanazzi, anunciou que apresentaria, na segunda-feira (22), uma proposta de lockdown de uma semana ao Comitê Municipal de Atenção do Coronavírus, que tem participação dos cidadãos da cidade. Caso aprovada, a medida começaria a valer a partir da quarta (25).

No entanto, o fechamento total para contenção do coronavírus acabou sendo adiado no município gaúcho. Segundo informações da prefeitura de São Leopoldo, o comitê decidiu por dar continuidade, até 4 de abril, apenas a um decreto mais rígido com regras de distanciamento, conforme protocolos do governo do Rio Grande do Sul. 

“Nossos indicadores sugerem que teremos uma redução da pressão na rede de saúde e busca por internações mais agressivas nas próximas semanas, pois as nossas medidas de restrição das últimas três semanas começam a ter resultado. Fizemos a partir da decisão do Comitê, esse acompanhamento ao sistema do Governo do Estado com regras intermediárias a partir de hoje, mas sigo defendendo que o governador deva implementar medidas mais duras de isolamento social regional, como um lockdown verdadeiro que possa frear a contaminação e o avanço deste vírus de forma mais significativa”, disse o prefeito Ary Vanazzi durante a reunião virtual.
 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Família Floyd volta a respirar: policial é condenado pela morte de homem negro
Posse e compra de armas de fogo geram polêmica entre autoridades e população
Liberdade de imprensa piora no Brasil de Bolsonaro
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 20/04
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco