Aneurisma Vaquinha para ajudar noivo de mulher que morreu no dia do casamento ultrapassa R$ 217 mil

Por: Estado de Minas

Publicado em: 20/09/2019 09:41 Atualizado em:

Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram
Uma vaquinha aberta em nome do tenente Gonçalves, que perdeu a noiva Jéssica Victor Guedes, no último domingo, quando ela sofreu um aneurisma vascular cerebral (AVC) minutos antes do casamento, rendeu o dobro da quantia solicitada em apenas quatro dias. Jéssica, que estava grávida, teve morte cerebral e foi internada na emergência de um hospital de São Paulo. 
 
Após uma cesariana feita às pressas, a filha do casal, Sophia, nasceu prematuramente, com 29 semanas. Além de ajudar a recém-nascida, as doações vão auxiliar o tenente com as dívidas feitas após os primeiros socorros. 

Entenda o caso
Na noite do último domingo, Jéssica que iria se casar e estava grávida, passou mal e precisou ser atendida no hospital minutos antes da cerimônia. Ao chegar ao hospital, ela acabou sendo transferida e uma cesariana de emergência foi realizada. Apesar do nascimento da bebê, Jéssica teve morte cerebral.

Sophia, que nasceu com 1kg, está internada na maternidade Pro Matre, no Bairro Bela Vista, em São Paulo. Apesar de passar bem, a recém-nascida precisa ficar internada por mais 60 dias, sendo que um dia na UTI neonatal fica em torno de R$ 6 mil.

Quem lançou a campanha foi Lucas França, amigo do tenente. “Senhores, ontem iria prestigiar o casamento de um irmão de farda, 1º Ten PM Gonçalves, do 46M, na chegada a Igreja, sua noiva Jéssica, grávida de seis meses, sentiu-se mal e foi socorrida ao Pro Matre, porém as complicações causaram morte cerebral da noiva”, declarou Lucas nas redes sociais. 

De acordo com ele, a vaquinha tem como objetivo pagar as contas da UTI, parto emergencial e gastos do casamento, que não aconteceu. 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.