discussão Embratur diz que "não há sentido" em relacionar slogan a turismo sexual

Por: Correio Braziliense

Publicado em: 18/07/2019 21:05 Atualizado em:

Pablo Peixoto/Embratur
Pablo Peixoto/Embratur
Após polêmica sobre o novo slogan adotado pelo governo federal para estimular a vinda de estrangeiros para o país, o Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) afirmou, nesta quinta-feira (18), que não vê motivos para que se interprete a frase escolhida como um incentivo ao turismo sexual.

A discussão começou na última terça-feira (16), quando a autarquia ligada ao Ministério do Turismo apresentou a nova marca, acompanhada do slogan em inglês "Visit and love us". Uma possível tradução para a frase é "Visite e encante-se com a gente". Houve, no entanto, quem lembrasse que a expressão "love us" poderia ser interpretada como um convite sexual ("nos ame") — veja repercussão nas redes sociais abaixo.

Nesta quinta-feira (18), a candidata a vice-presidente na chapa de Fernando Haddad (PT) nas eleições de 2018, Manuela D'Ávila (PCdoB), voltou às críticas, relembrando ainda uma declaração polêmica do presidente Jair Bolsonaro, que, no começo do ano, criticou o turismo gay e afirmou que os estrangeiros ficassem "à vontade" para vir "fazer sexo com uma mulher".

"O Brasil é um dos principais destinos do turismo sexual na América, e, não bastasse o presidente afirmar que quem quiser vir aqui fazer sexo com uma mulher, fique à vontade, o Ministério do Turismo, ao invés de propor campanhas de combate a isso, lança o slogan Brasil, Visite e nos Ame", escreveu D'Ávila.

Questionado pelo Correio sobre as críticas, o Embratur afirmou, que não vê sentido nas críticas. "Sobre as alegações que o slogan poderia ser considerado um incentivo ao turismo sexual, a Embratur afirma que não há sentido em fazer essa ligação. E pondera que exploração sexual é crime", afirma o texto. 

Veja íntegra da nota: 
"A nova marca da Embratur para promoção do Brasil no exterior tem como objetivo representar um ícone conhecido mundialmente, que é a bandeira nacional, e reforçar sua internacionalização, ao utilizar o nome do País em inglês, idioma do turismo mundial, facilitando também as buscas no ambiente digital pelo termo “Brazil”.

Somos um país aberto ao turismo, com inciativas que atraem os turistas estrangeiros, como a isenção de vistos para norte-americanos, canadenses, japoneses e australianos, e o encantamento que a cultura e o povo brasileiro provocam é reforçado pela expressão “love us”, respaldada pela pesquisa do Ministério do Turismo em que 96% dos turistas internacionais que visitam o Brasil afirma que pretendem voltar

Sobre as alegações que o slogan poderia ser considerado um incentivo ao turismo sexual, a Embratur afirma que não há sentido em fazer essa ligação. O instituto frisa que o governo brasileiro não reconhece a expressão ‘turismo sexual’, e reforça que a exploração sexual não é turismo, é crime."


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.