boletim Jovem agredida com produto químico apresenta boa evolução clínica

Publicado em: 17/07/2019 10:17 Atualizado em: 17/07/2019 10:36

Willian César foi indiciado por tentativa de feminicídio. Foto: Bruna Costa. Esp.DP
Willian César foi indiciado por tentativa de feminicídio. Foto: Bruna Costa. Esp.DP
Um novo boletim médico emitido pela equipe do Hospital da Restauração aponta que Mayara Estefany Araujo, 19, vítima de agressão por produto químico lançado pelo ex-marido, segue em estado grave na UTI Adulto do hospital.Ela, no entanto, tem boa evolução clínica, apresenta bom nível de consciência quando retirada a sedação e os tecidos lesionados apresentam cicatrização satisfatória.

"Deverá ser submetida a uma traqueostomia nos próximos dias para melhor recuperação das vias aéreas superiores. A equipe da Fundação Altino Ventura fará nova avaliação na tentativa de reverter os danos causados na retina da paciente", diz outro trecho do boletim. Na próxima quarta-feira (24) será emitido um novo boletim.

Mayara trabalha como atendente de lanchonete e estava separada há cerca de três meses do agressor, William Cesar dos Santos Júnior. Ele não aceitava o fim do relacionamento. No último dia 4, a vítima foi surpreendida por Willian e por um amigo dele, Paulo Vieira dos Santos, quando voltava para casa após o expediente, em Nova Descoberta, no Recife. O casal viveu junto durante quatro anos e tinha um filho, mas, de acordo com familiares, ela sempre sofreu violência doméstica. Ambos foram indiciados por tentativa de feminicídio.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.