Música Novo álbum do pernambucano China terá críticas ao contexto político

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 23/05/2019 16:12 Atualizado em:

Foto: Pamella Gachido/ Divulgação.
Foto: Pamella Gachido/ Divulgação.
O músico pernambucano China vai lançar o seu quarto álbum da carreira, Manual de Sobrevivencia para Dias Mortos, com produção de Yuri Queiroga. O projeto estará disponível nas plataformas digitais no dia 31 de maio, com pré-venda no site nesta sexta-feira (24). O disco tem a proposta de traduzir o contexto atual do Brasil.

O artista, que nos anos 1990 lançou a Banda Sheik Tosado, traz para o novo disco a essência da sonoridade punk, mesclada com seu conhecido tempero pernambucano. "Vejo o compositor como um cronista da realidade, e a realidade em que vivemos anda bem dura de ser digerida", pontuou China, em comunicado à imprensa. "É impossível observar o que acontece no Brasil e no mundo e não ter um olhar crítico sobre as mazelas e retrocessos. Acredito que a arte ajuda a propagar ideias e pensamentos, e espero que as pessoas reflitam um pouco sobre o que é dito nas canções desse disco".

A equipe montada para a gravação do disco é composta por China, que é vocalista, e também experimenta programar beats, toca baixo, órgão e seleciona samples. Ele conta com o produtor Yuri Queiroga, que além das programações e samples também toca violão, baixo e guitarra, e o percussionista Lucas dos Prazeres.

Há convidados especiais como o trombonista Nilsinho Amarante, os guitarristas Neilton (Devotos) e Andreas Kisser (Sepultura) e também Felipe Faraco. O filho de China, Matheus Câmara, assina a programação de bateria eletrônica em algumas canções. O músico também trouxe vozes femininas como Bell Puã, Natália Matos e Uyara Torrente (A banda mais bonita da cidade).

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.