ct do flamengo Ex-presidente do Flamengo e mais sete são indiciados por mortes no Ninho do Urubu

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 11/06/2019 12:13 Atualizado em:

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil
Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil
A Polícia Civil do Rio de Janeiro indiciou o ex-presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, e outras sete pessoas por homicídio com dolo eventual, quando se assume o risco de matar, pelas mortes de 10 atletas, entre 14 e 16 anos, no incêndio no Centro de Treinamento Ninho do Urubu, em fevereiro deste ano. 

O inquérito também pede o indiciamento de engenheiros do Flamengo e da empresa NHJ, responsável pelos contêineres, além de um técnico de refrigeração. Outros três atletas ficaram feridos na ocasião. 

O caso 
No dia do incêndio, os jovens dormiam em um alojamento improvisado com contêiners quando o fogo destruiu a estrutura. O laudo da Polícia Civil aponta que as chamas foram causadas por um curto-circuito em um dos aparelhos de ar-condicionado.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.