ENERGIA Celpe identifica irregularidades em 10 bares na orla do Pina

Publicado em: 14/05/2019 19:37 Atualizado em: 14/05/2019 20:03

Foram detectadas desde alterações no medidor para desvio no consumo, até ligação direta com a rede elétrica. Foto: Marlon Diego/Esp DP
Foram detectadas desde alterações no medidor para desvio no consumo, até ligação direta com a rede elétrica. Foto: Marlon Diego/Esp DP
A Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), em ação de fiscalização realizada na manhã desta terça-feira (14), identificou irregularidades na medição de energia elétrica de 10 bares que funcionam na orla do Pina, na Zona Sul do Recife. A inspeção foi conduzida pela distribuidora após indícios de fraudes nas instalações elétricas dos clientes.

No local, foram constatadas irregularidades como alterações no medidor para desvio no consumo, até ligação direta com a rede elétrica. Uma das situações de grande risco identificada na localidade foi uma ligação clandestina sob a areia da praia, que alimentava uma bomba d´água, oferecendo risco direto aos banhistas que circulavam pela localidade.

Os clientes foram notificados pela empresa e deverão efetuar o pagamento dos valores devidos. Além disso, será formalizada denúncia junto à Polícia Civil. A Celpe ressalta que permanece realizando o monitoramento dos clientes e lembra que o furto de energia é crime sujeito às penalidades do artigo 155 do Código Penal Brasileiro.

Além de acarretar prejuízos à população, a prática representa riscos de acidentes graves. Apenas em 2019, mais de 40 mil irregularidades foram identificadas por técnicos da Celpe em todo o estado. A energia recuperada nas operações, que somam mais de 70 mil inspeções, é suficiente para abastecer a cidade de Petrolina e seus mais de 350 mil habitantes durante um mês. Apenas na Região Metropolitana do Recife (RMR), mais de 27 mil irregularidades foram identificadas em mais de 45 mil inspeções na região, recuperando energia suficiente para o município do Cabo de Santo Aostinho durante um mês.

Por serem ligações de energia realizadas sem qualquer padrão técnico e de segurança, as irregularidades causam instabilidade no fornecimento para todo o entorno, além de representarem um risco coletivo. Os riscos vão desde a oscilação no fornecimento de energia até, mais gravemente, o perigo de um acidente fatal, por contato de alguma pessoa com a ligação irregular ou incêndios.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.