ACIDENTE Após derrapar, caminhão cai em ladeira e atinge casa no Cabo de Santo Agostinho

Publicado em: 12/05/2019 17:05 Atualizado em: 13/05/2019 09:45

Acidente ocorreu na manhã deste domingo (12) e não deixou feridos. Foto: Prefeitura do Cabo / Divulgação
Acidente ocorreu na manhã deste domingo (12) e não deixou feridos. Foto: Prefeitura do Cabo / Divulgação
Um acidente inusitado assustou os moradores do bairro da Charneca, no Cabo de Santo Agostinho, Litoral Sul do estado, na manhã de domingo (12). Um caminhão caiu em uma ladeira, após derrapar, e acabou atingindo o telhado de uma casa. Havia pelo menos quatro moradores na residência no instante do acidente, mas ninguém ficou ferido. De acordo com a Defesa Civil do Cabo de Santo Agostinho, a dona do imóvel precisou ser levada a um hospital devido ao susto, mas foi medicada e passa bem. Três residências foram isoladas na área em que ocorreu o acidente. Ainda de acordo com a Defesa Civil, os moradores seguiram para a casa de familiares.

O veículo transportava a mudança de um morador da região e levava uma grande quantidade de objetos. Ao cair, ultrapassou uma grade de proteção e um muro de arrimo. Em entrevista à impensa, o auxiliar técnico Leandro dos Santos, primo do dono dos móveis transportados, não tem certeza sobre o que pode ter, efetivamente, provocado o acidente. "Não sei se foi negligência ou falha mecânica", afirma.

Segundo depoimento dos moradores, no instante em que o veículo subia a ladeira, havia um carro impedindo a passagem. O motorista teria descido, parado o caminhão e colocado uma pedra atrás do pneu na tentativa de segurar o veículo, enquanto procurava alguém que pudesse manobrar o carro. Antes que encontrasse, o caminhão despencou atingindo as casas. Depoentes afirmam,ainda, que o motorista do veículo saiu do local por medo de agressão por parte dos moradores.

A coordenadora da Defesa Civil do Cabo de Santo Agostinho, Ana Sandra Arruda, acredita que a casa possa estar comprometida. "De longe, identificamos que existem rachaduras, mas esta é uma avaliação preliminar. Ainda não foi possível fazer essa análise completa pela Defesa Civil, já que o veículo ainda se encontra no local e oferece risco para uma perícia mais detalhada. Assim que o caminhão for retirado, conseguiremos realizar uma análise completa e informar se os moradores irão retornar as respectivas residências. Enquanto isso, todos seguem em casas de parentes. Vamos pedir, ainda, que equipes de assistência social venham até o local. ", diz Ana Sandra.

O dono do caminhão comprometeu-se a fazer a retirada do mesmo e disse ter contratado um guincho, mas, até o final da tarde, o veículo ainda estava no local. Ainda não há informações sobre o valor total do prejuízo dos moradores e como poderá ser feito o ressarcimento. 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.