Caso Águas Finas Quatro suspeitos de assassinar empresário em Aldeia são presos nesta quarta

Publicado em: 24/04/2019 19:49 Atualizado em: 24/04/2019 20:38

Quatro dos quinze homens suspeitos de assassinar o empresário Mário Cavalcanti Gouveia Júnior, 78 anos, proprietário do Parque Aquático Águas Finas, na Estrada de Aldeia, em Paudalho, foram presos em flagrante na tarde desta quarta-feira (24). Os homens foram capturados em duas granjas localizadas em Camaragibe, Região Metropolitana do Recife. Algumas peças do armamento roubado pelo grupo foram encontradas em diferentes locais dentro da granja, numa operação conjunta entre a Polícia Civil de Pernambuco e a Polícia Militar de Pernambuco. 

Em depoimento na noite desta quarta-feira (24) à delegada Euricélia Nogueira, da Delegacia de Camaragibe, Luciano Josuel de Santana, Cicero Romão Henrique da Silva Pino, Leonardo do Nascimento Silva e Rodrigo Gomes da Silva confessaram participação no crime. Em seguida, os quatros serão encaminhados para audiência de custódia. 

Durante a operação que teve início por volta das 2h desta quarta-feira (24) e que resultou na prisão do quarteto, foi encontrada uma metralhadora 9mm, uma pistola .45 (que pertencia à vítima), uma pistola 380, um revólver calibre 38 e uma espingarda calibre 12, além de 37 munições de 9 mm, 5 de calibre 12, 16 de 380 e quatro carregadores. Com os quatro suspeitos, também foi achado um veículo Golf e 1,5 kg de maconha prensada. Segundo agentes da Polícia Civil, as diligências continuam em localidades próximas às duas granjas onde o bando foi capturado. As armas faziam parte da coleção de Mário Gouveia. 

Segundo a Polícia Civil, além do crime de homicídio, eles serão autuados pelos crimes de latrocínio, organização criminosa, tráfico de drogas e associação para o tráfico. Ainda de acordo com agentes da Polícia Civil, a quadrilha é conhecida por cometer outros crimes em Chã de Cruz e Aldeia

Os delegados responsáveis pelo caso são Euricélia Nogueira, Diogo Santiago e Abraão Didier. A assessoria de comunicação da Polícia Civil informou que uma coletiva de imprensa deverá ser realizada até sexta-feira para a apresentação dos detalhes do crime e da operação. “Qualquer informação fornecida neste momento poderá atrapalhar o andamento das investigações”, disse a assessoria. 

ENTENDA - O empresário Mário Cavalcanti de Gouveia Junior, de 78 anos, foi assassinado dentro de casa, no Parque Aquático Águas Finas, no km 17 da Estrada de Aldeia, em Paudalho, na madrugada dessa terça-feira (23). Ele teria reagido a um assalto praticado por uma quadrilha de pelo menos 15 bandidos, que pretendiam roubar a coleção de armas de propriedade de Mário. A vítima chegou a ser socorrida de helicóptero para o Hospital Português, no Recife, mas não resistiu. Um dos bandidos baleado durante a investida, identificado por Wallace Everton Lemos da Silva, 22 anos, morreu no Hospital Otávio de Freitas, na Zona Oeste do Recife, nessa terça-feira (23). 

Após a troca de tiros entre os criminosos e Mário Gouveia, eles conseguiram fugir com aproximadamente dez armas da coleção, entre outros pertences do empresário. Até agora, a Polícia Civil não informou quantas armas Mário teria em sua coleção. Dois carros que teriam sido utilizados pelos suspeitos foram encontrados ainda nessa terça-feira (23).  A Duster foi encontrada carbonizada em São Lourenço da Mata e um Fiat Toro, achado no bairro do Cordeiro. Este último havia sido roubado na manhã antes do crime contra o empresário, em Santa Maria do Cambucá. 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.