MIssa Dom Fernando pede para católicos se colocarem no lugar dos excluídos

Publicado em: 21/04/2019 11:25 Atualizado em: 21/04/2019 11:46

Foto: Ricardo Fernandes
Foto: Ricardo Fernandes
O arcebispo de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido, fez um apelo, nesta manhã, durante a Missa de Páscoa, na Catedral da Sé, em Olinda, para que os católicos se coloquem no lugar das pessoas excluídas e também respeitem o Papa Franscico, pois, com sua simplicidade, foi o escolhido para levar adiante o desafio de liderar a igreja no mundo. A missa é considerada, pelos católicos, um momento festivo, que celebra a vitória de Cristo sobre a morte. Encerra o período da Quaresma (40 dias) e inicia o Tempo Pascal (50 dias ou sete semanas). O oitavo domingo é de Pentecostes.

As pessoas excluídas são um tema recorrente nas falas de dom Fernando. "Como é bonito percebermos que, até no momento da ressurreição de Jesus Cristo, ele proclama a boa notícia especialmente para os mais excluídos da sociedade. Não é por acaso que o evangelho de São João declara o fato de que foi primeiramente anunciada a Maria Madalena. Ela vai ao túmulo e se depara com a grande verdade que aquele crucificado, flagelado, humilhado está agora com o pai e ressucitou dos mortos. Logo ela, essa mulher excluída, é enviada para dar a boa notícia aos apóstolos. E todos nós, que temos nossas limitações, pecados e fraquezas, devemos nos colocar no lugar dela e sairmos do túmulo felizes e renovados para dizer ao mundo a boa notícia da ressurreição de Jesus."

O arcebispo citou, ainda, a corrida dos apóstolos ao túmulo de Jesus logo após o anúncio de Madalena. "Aquele mais amado chegou primeiro ao túmulo, João. Primeiro chegou, mas não entrou. Esperou Pedro, o líder dos apóstolos. Depois o amado constatou a mesma verdade. Observe a sutileza do evangelho. Diante dessa passagem, é importante pensar naquele que é o sucessor. O Papa Francisco com sua simplicidade está levando adiante o desafio de coordenar a igreja. E como papa, sofre dificuldades. Que possamos respeitar aquele que Jesus escolheu para ser nosso representado."

A Semana Santa, também chamada Semana da Paixão, é o período entre o Domingo de Ramos e o Domingo de Páscoa. A igreja Católica revive, a partir do Dia de Ramos, a Paixão, a Morte e a Ressurreição de Cristo, momento em que Jesus morreu por todos os homens e ressuscitou ao terceiro dia.

Neste ano, os católicos de todo o mundo vivenciam a Semana Santa entre os dias 14 a 21 de abril. Para a Igreja Católica, é a principal festa do ano litúrgico, pois nela se revive a vitória de Jesus Cristo sobre o pecado e a morte. As celebrações e ritos da Semana Santa convidam à transformação e à conversão.Durante a Semana Santa aconteceram celebrações em todas as 138 paróquias que fazem parte da Arquidiocese de Olinda e Recife. O arcebispo participou de  Vias Sacras, procissões, vivências e celebrações na Sé de Olinda, no Centro do Recife e na Região Metropolitana.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.